agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘cesta básica’

Preço da cesta básica cai em 21 capitais, diz Dieese

cestaO custo dos alimentos que integram a cesta básica caiu em 21 capitais brasileiras onde o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) realizou mensalmente, em 2017, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos. As reduções variaram entre -13,16%, em Belém, e -2,76%, em Aracaju.

No entanto, em dezembro o valor da cesta aumentou em 14 cidades. As altas mais expressivas foram em Recife (1,31%), João Pessoa (1,42%) e no Rio de Janeiro (2,78%).

Já as quedas foram anotadas em sete capitais, com destaque para Porto Alegre (-3,92%), Curitiba (-1,66%) e Vitória (-0,71%). O maior custo do conjunto de bens alimentícios básicos foi apurado em Porto Alegre (R$ 426,74), seguido por São Paulo (R$ 424,36), Rio de Janeiro (418,71) e Florianópolis (R$ 418,61).

Os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 316,65), João Pessoa (329,52) e Natal (R$ 331,18).

Nos últimos dois meses de 2017, o valor da cesta aumentou em 14 cidades. As altas mais expressivas ocorreram em Recife (1,31%), João Pessoa (1,42%) e no Rio de Janeiro (2,78%). As quedas foram anotadas em sete capitais, com destaque para Porto Alegre (-3,92%), Curitiba (-1,66%) e Vitória (-0,71%). :: LEIA MAIS »

Cesta básica inicia 2017 com redução em Vitória da Conquista, Salvador, Ilhéus e Itabuna

CESTA BÁSICAA ração essencial mínima definida pelo Decreto-lei 399, de 30 de abril de 1938, que estabelece 12 produtos alimentares (feijão, arroz, farinha de mandioca, pão, carne, leite, açúcar, banana, óleo, manteiga, tomate e café) e suas respectivas quantidades, passou a custar em Vitória da Conquista R$326,88, uma redução de 1,07%, quando comparado com o mês anterior, já em Salvador, R$ 315,32, em janeiro de 2017, representando uma redução de -0,5% quando comparado com o mês de dezembro de 2016.Em Ilhéus, a cesta básica passou a custar R$ 341,74 no mês de janeiro, uma redução de 0,88% em relação ao mês anterior. E em Itabuna, o preço da cesta básica passou para R$ 317,64, uma redução de 0,43% em relação ao mês anterior.

Vitória da Conquista – Dos 12 produtos que compõem a ração essencial mínima, seis registraram variações positivas: Farinha (5,03%), Pão (1,58%), Café (0,53%), Banana (0,30%), Tomate (0,28%), e Óleo (0,11%).

Por sua vez, seis produtos registraram variação negativa: Feijão (-6,77%), Leite (-3,21%), Manteiga (-1,92%), Carne (-1,48%), Arroz (-0,66%) e Açúcar (-0,63%). :: LEIA MAIS »

Cesta básica apresenta redução em Vitória da Conquista, Itabuna, Ilhéus e na Capital

Cesta-Basica-Independencia-Tipo2Vitória da Conquista – A ração essencial mínima, definida pelo Decreto lei 399, de 30 de abril de 1938, que estabelece 12 produtos alimentares (feijão, arroz, farinha de mandioca, pão, carne, leite, açúcar, banana, óleo, manteiga, tomate e café) e suas respectivas quantidades, passou a custar R$ 327,16 em novembro de 2016, representando uma redução de 2,20% quando comparado com o mês de outubro de 2016. Os principais produtos responsáveis por essa redução foram: Tomate (-19,23%), Leite (-4,90%), e Feijão (-4,55%).

Dos 12 produtos que compõem a ração essencial mínima, seis registraram variações positivas: açúcar (6,61), café moído (3,26), carne bovina (3,06), farinha de mandioca (8,11), feijão (3,89), óleo (1,43) e pão francês (0,16). Por sua vez, seis produtos registraram variação negativa: arroz (-1,67), banana-prata (-0,70), feijão (-4,55), leite (-4,90), manteiga (-0,08) e tomate (-19,23).

No mês em análise, o tempo de trabalho necessário para se obter a cesta básica foi de 88 horas e 54 minutos, e o trabalhador comprometeu 40,41% do salário mínimo líquido para adquirir os 12 produtos da cesta. :: LEIA MAIS »

Custo da cesta básica sofre aumento em Vitória da Conquista

cestaA Cesta Básica composta por 12 produtos (feijão, arroz, farinha de mandioca, pão, carne, leite, açúcar, banana, óleo, manteiga, tomate e café) sofreu aumento em Salvador e Vitória da conquista, em setembro de 2016.

Já em Ilheus e Itabuna houve uma redução no preço da cesta básica. A pesquisa foi realizada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI, responsável pela pesquisa em Salvador), pela UESC (Ilhéus e Itabuna) e UESB (Vitória da Conquista).

Em Salvador, a cesta passou a custar R$ 332,76 em setembro , representando um acréscimo de 0,6% quando comparado com o mês de agosto de 2016. Dos 12 produtos que compõem a ração essencial mínima, seis registraram variações positivas: Tomate (23,6%), Café moído (2,6%), Arroz (2,5%), Leite pasteurizado (1,0%), Açúcar cristal (0,4%) e Manteiga (0,1%). Por sua vez, seis registraram variações negativas: Carne bovina (Cruz Machado) (-0,8%), Farinha de mandioca (-1,4%), Óleo de soja (-1,8%), Pão francês (-2,4%), Feijão rajado (-3,2%) e Banana da prata (-14,8%).

Já em Vitória da Conquista, a cesta básica sofreu um aumento de 1,09%, comparado com o mês de agosto, passando a custar R$ 338,21 em setembro de 2016. Os principais produtos responsáveis por esse aumento foram: tomate (25,87%) e carne (5,15%). Dos produtos que compõem a ração essencial mínima, sete registraram variações positivas: Açúcar (1,77), Arroz (1,92), Café (1,37), Carne Bovina (5,15), Manteiga (1,60), Óleo (1,42) e Tomate (25,87). Por sua vez, cinco produtos registraram variação negativa: banana-prata (-13,64), Farinha de Mandioca (-0,06), Feijão (-9,82), Leite (-3,02) e Pão Francês (-0,85).

:: LEIA MAIS »

SEI, UESC e UESB registram aumento na cesta básica de Salvador, Ilhéus, Itabuna e Vitória da Conquista

cesta-basicaA ração essencial mínima definida pelo Decreto-lei 399, de 30 de abril de 1938, que estabelece 12 produtos alimentares (feijão, arroz, farinha de mandioca, pão, carne, leite, açúcar, banana, óleo, manteiga, tomate e café) e suas respectivas quantidades, sofreu aumento, em junho de 2016, em quatro municípios baianos.

A pesquisa foi realizada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI, responsável pela pesquisa em Salvador), pela UESC (Ilhéus e Itabuna) e UESB (Vitória da Conquista).

Em salvador, a cesta passou a custar R$ 316,19 em junho de 2016, representando um acréscimo de 2,10% quando comparado com o mês de maio de 2016. Entre os produtos que compõem a ração essencial mínima, nove registraram variações positivas: Feijão rajado (26,67%), Cruz machado (Carne bovina) (3,00%), Leite pasteurizado (3,00%), Açúcar cristal(1,97%), Pão francês (1,53%), Manteiga (1,45%), Farinha de mandioca (0,81%), Café Moído(0,70%) e Arroz (0,34%). Por sua vez, três registraram variações negativas: Banana da prata (10,51%), Tomate (3,92%) e Óleo de soja (1,78%). :: LEIA MAIS »

UESB divulga valor da cesta básica em Vitória da Conquista

354388-Cesta-BásicaA ração essencial mínima definida pelo Decreto-lei 399, de 30 de abril de 1938, que estabelece 12 produtos alimentares (feijão, arroz, farinha de mandioca, pão, carne, leite, açúcar, banana, óleo, manteiga, tomate e café) e suas respectivas quantidades, sofreu redução, em maio de 2016 em Conquista. A pesquisa foi realizada pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB).

Em Vitória da conquista, houve redução no preço da cesta de 1,57%, passando a custar R$ 302,82 no mês de maio.

Dos produtos que compõem a ração essencial mínima, cinco registraram variações positivas: Café moído (0,13), Feijão (6,68), Leite pasteurizado (1,93), Manteiga (6,51) e Óleo (0,38). Por sua vez, sete produtos registraram variação negativa: Açúcar (-0,65), Arroz (-0,45), Banana-prata (-7,74), Carne Bovina (-0,62), Farinha de Mandioca (-0,38), Pão francês (-0,73) e Tomate (-12,21).

:: LEIA MAIS »

Valor da cesta básica tem diminuição em Vitória da Conquista

Da Redação

cesta-basica

O valor da cesta básica em Vitória da Conquista, no mês de setembro, diminuiu 2,39% em relação ao mês de agosto. É o que aponta a análise feita pelo projeto de extensão “Indicadores Econômicos: Cálculo da Cesta Básica Mensal de Vitória da Conquista”, de estudantes do curso de Economia da Uesb.

No mês de agosto a cesta custava R$ 271,11, e agora está em R$ 264,62. Isso significa que o trabalhador comprometeu 36,50% do salário líquido mensal para suprir as despesas com o montante da cesta básica.

Da lista dos 12 produtos, constatou-se um equilíbrio na variação dos preços dos itens. Seis produtos tiveram uma redução significativa do preço, como o tomate, a carne bovina e a manteiga. Já outros seis apresentaram aumento nos valores, entre eles, o café moído, leite, óleo de soja e a farinha de mandioca.

Clique aqui para ver a relação completa.

Projeto da UESB divulga valor da cesta básica em agosto

cestaO projeto de extensão “Indicadores Econômicos: Cálculo da Cesta Básica Mensal de Vitória da Conquista”, em parceria com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI-BA), divulga os números relativos à cesta básica, no município de Vitória da Conquista, no mês de agosto.

Segundo a pesquisa, o valor total da cesta teve uma redução de 0,33% em relação ao mês anterior, passando a custar R$ 271,11. Dos produtos alimentares da ração essencial mínima, oito registraram aumento no valor: açúcar, arroz, café moído, carne bovina, leite, manteiga, óleo de soja e pão francês.

No mesmo período, quatro produtos sofreram uma queda no valor: banana da prata, farinha de mandioca, feijão e tomate. :: LEIA MAIS »

Vitória da Conquista: Cesta Básica aumenta 0,36% em junho

Da redação

downloadA Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), em parceria com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), divulgou nesta quarta-feira a pesquisa sobre a cesta básica em Vitória da Conquista.

Segundo o levantamento, o valor dos 12 produtos que compõem a cesta básica aumentou 0,36% no mês de julho em relação a maio, passando a custar R$ 275,32. Ainda de acordo com os dados, o trabalhador precisa de 91 horas e 09 minutos para adquirir a cesta básica.

Valor da cesta básica cai em 15 das 18 capitais pesquisadas pelo Dieese

mercadoO preço da cesta básica caiu em 15 das 18 cidades pesquisadas em junho pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). A pesquisa mostra que as maiores quedas foram verificadas em Salvador (-8,05%), Rio de Janeiro (-6,71%) e Fortaleza (-5,49%). Nos últimos 12 meses, as 18 cidades acumulam alta, com destaque para Salvador, Campo Grande e Belém. Essas capitais registraram variações acima de 10%.

Em junho, São Paulo continuou liderando com a cesta de maior custo (R$ 392,77), seguida de Florianópolis (R$ 386,10), Porto Alegre (R$ 384,13) e Rio de Janeiro (R$ 368,71). Os menores valores médios para os itens básicos de consumo foram observados em Aracaju (R$ 275,42), Natal (R$ 302,76) e João Pessoa (R$ 309,48). Carne bovina, leite, pão francês, batata e manteiga apresentaram predominância de alta.
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia