abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

:: ‘corpo de bombeiros’

Criança foge e passa 3 dias na mata com medo de apanhar da mãe na Bahia

crianca_fogeUma criança de seis anos fugiu de casa, na zona rural de Cotegipe, região oeste da Bahia, e passou três dias desaparecida na mata, até ser localizada por equipes de busca, no domingo (14).

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o menino fugiu de casa porque estava com medo de apanhar da mãe, depois de machucar o irmão durante uma brincadeira. Durante a operação, os bombeiros chegaram a usar um helicóptero para encontrar a criança.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, o menino machucou o irmão durante uma brincadeira na tarde de sexta-feira (12), e correu para mata na tentativa de fugir da mãe, que estava ameaçando bater na criança. Após horas se passarem, e a criança não retornar, os pais pediram ajuda de outras pessoas da região para localizar o filho. :: LEIA MAIS »

Corpo de Bombeiros orienta sobre cuidados com fogos de artifício

Corpo de Bombeiros alerta para utilização dos Fogos de Artificio. Foto: Carla Ornelas/GOVBA

Corpo de Bombeiros alerta para utilização dos Fogos de Artificio.
Foto: Carla Ornelas/GOVBA

Os fogos de artifício são alguns dos itens típicos das festas juninas que mais divertem as crianças e os adultos.

Entre as diversas opções que o mercado oferece, com os mais diferentes efeitos sonoros e visuais, todos eles possuem uma característica em comum: exigem cuidado. Pensando nisso, o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) oferece instruções e recomendações para quem quiser utilizar desde os conhecidos traques até as ‘chuvinhas’, as bombas e os rojões.

De acordo com o coordenador do Comando de Atividades Técnicas e Pesquisa do CBMBA, capitão Carlos Grimaldi, a atenção deve começar na compra dos fogos de artifício.

“É importante que as pessoas procurem locais credenciados e licenciados pela Polícia Civil ou pela prefeitura da cidade onde funciona o estabelecimento comercial. Isso dá uma garantia de que esses artefatos pirotécnicos têm uma procedência, que estão vindos da indústria e não são feitos de forma artesanal. Inclusive, caso a população conheça algum local que esteja realizando esse tipo de fabricação pode denunciar à Polícia Civil”, explica o coordenador.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia