setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘dengue’

Tempo quente e chuvoso exige cuidados com limpeza em condomínios

Por Amilton Saraiva

fotoA proliferação do mosquito aedes aegypti, transmissor do Zika vírus, da dengue e do chikungunya é favorecido pelo clima quente e úmido, presente na maior parte do Brasil nesta época do ano. Segundo o Ministério da Saúde, é neste período que as fêmeas do mosquito encontram mais água parada para fazer a desova, com isso, o número de mosquitos aumenta e os registros das doenças transmitidas por ele também.

No caso da Febre Amarela, o que está ocorrendo em algumas localidades é um ciclo silvestre, quando um macaco infectado é picado por um mosquito (dos gêneros Haemagogus e Sabethes), e depois pica um humano não vacinado. Mas, se essa pessoa contaminada for picada pelo aedes aegypti, ele também se torna um transmissor.

O grande agravante no caso de alguns condomínios é o fato de estarem próximos a grandes reservas naturais ou terem uma área verde interna, com a livre circulação de animais silvestres, o que favorece a proliferação dos insetos. Por isso, no caso da febre amarela é fundamental se precaver com a vacinação, mas também acautelar-se com atitudes simples, que podem mudar o cenário devastador desta e de outras enfermidades! Para evitar, é necessário o combate aos criadouros do mosquito em todos os locais possíveis, e principalmente em residências de rua e condomínios residenciais, pois no caso da dengue já se comprovou que 80% dos infectados contraem a enfermidade em área residencial. :: LEIA MAIS »

Casos de chikungunya devem voltar a subir neste ano

dengueOs casos de dengue e Zika no Brasil devem se manter estáveis neste ano em relação ao ano passado, enquanto as infecções por chikungunya devem aumentar ainda mais. Este é o cenário previsto por especialistas do Ministério da Saúde para 2017.

Dados da pasta revelam que, em 2016, foram registrados 1,4 milhão de casos de dengue contra 1,6 milhão no ano anterior, além de 211 mil casos prováveis de infecção por Zika (não há comparativo com o ano anterior porque os dados só começaram a ser coletados em outubro de 2015).

Em relação à febre chikungunya, os registros apontam para 263 mil casos em 2016 contra 36 mil no ano anterior – um aumento de cerca de 620%.

“O mosquito pica alguém, recebe o vírus e passa para outra pessoa. Como cresceu o número de pessoas que têm [o vírus], entendemos que haverá uma ampliação [dos casos]”, explicou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. :: LEIA MAIS »

Secretaria Municipal de Saúde divulga boletim para H1N1, Dengue, Zika e Chikungunya

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira(03), pela Secretaria Municipal de Saúde,  até o dia 03 de maio deste ano, foram notificados 2.463 Casos de Dengue, 20 casos de Chikungunya, 215 casos de Zika e 30 casos de H1N1.

Neste outono, mais um vírus voltou a circular pelos ares contaminando as pessoas: o vírus da gripe A (H1N1). A diferença maior  entre este vírus e os da dengue, zika e chikungunya, no que se refere à transmissão, é que o da gripe circula sozinho pelos ares. Os outros  vírus  em geral “voam”  instalados no organismo mosquito vetor e transmissor, o Aedes aegypti.

boletim-03-05-1024x221Saber qual vírus nos acomete é muito importante! Fiquem atentos!

Alunos e professores da Faculdade Mauricio de Nassau se mobilizam no combate ao Aedes aegypti

MAURÍCIODENASSAU3No próximo sábado( 16) será realizada essa ação na comunidade conquistense. Alunos e professores dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia da Faculdade Maurício de Nassau, realizam no sábado (16), a partir das 8h na comunidade de Vitória da Conquista uma ação de combate ao mosquito Aedes aegypti.

A programação inicialmente será ministrada pela coordenadora dos cursos de saúde da instituição, Michella Macedo, que irá instruir os alunos sobre as formas de combate ao mosquito,na sequência eles irão aplicar as medidas preventivas na comunidade. :: LEIA MAIS »

Secretaria de Saúde esclarece sobre notificações de casos suspeitos de dengue no município

dengue-nao-400x260Em todo o Brasil, o número de casos de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti aumentou nos últimos meses. Em Vitória da Conquista, até o dia 7 de abril, foram notificados 2.200 casos suspeitos para dengue. Destes, 329 apresentaram resultados positivos, 111 negativos e 5 inconclusivos. Os demais aguardam resultado.

No município, todas as notificações feitas nas unidades de saúde, tanto as localizadas na zona urbana quanto na zona rural, nos hospitais e laboratórios são encaminhadas para a Secretaria Municipal de Saúde. A coordenadora municipal de Controle de Endemias, Poliana Gusmão, explica que muitas vezes existe demora no recebimento dessas notificações, o que gera a sensação de aumento rápido no número de casos em período curto de tempo, como aconteceu entre os dias 31 de março e 7 de abril. :: LEIA MAIS »

Planos de saúde são obrigados a cobrir teste-rápido para dengue e chikungunya

teste rápidoHá cerca de um mês, a arquiteta Débora Félix, 33 anos, estava em Goiânia, a passeio, quando o filho Gabriel, de 1 ano, apresentou febre alta e dores no corpo. A família, que mora em Brasília, decidiu levar a criança ao hospital. No pronto-socorro da capital goiana, a pediatra solicitou o teste-rápido para dengue. A surpresa veio quando o pedido foi levado ao laboratório mais próximo: uma conta no valor de R$ 250.

“Fui informada de que meu plano não cobria o exame. Como a gente tinha que fazer de qualquer jeito, acabamos pagando. Pagamos o valor à vista, passando o cartão de débito. Meu filho estava bem ruim. Nem pensei em ligar pra questionar nada. Só queria fazer logo o teste e descobrir o que ele tinha”, contou. Já em Brasília e com o resultado negativo em mãos, Débora descobriu que o filho teve rubéola e que o plano deveria sim ter coberto o teste-rápido. “Numa próxima vez, reclamo e não pago.”
:: LEIA MAIS »

Em estado de emergência, Brumado tem 157 casos do vírus zika em 2016

dengueEm estado de emergência na saúde pública desde o dia 2 de fevereiro, o município de Brumado, na região sudoeste da Bahia, já acumula 157 casos do vírus zika, 39 casos de dengue e um de febre chikungunya no ano de 2016. Os dados foram atualizados na terça-feira (17).

O número de casos do vírus zika representa mais de 60% do que foi registrado durante todo ano de 2015. Um dos motivos para o aumento foi a falta do larvicida que combate o mosquito na região.

O coordenador de Endemias do município, Fábio Carvalho, falou sobre o assunto. “O município sofreu com a falta do larvicida aproximadamente durante cinco meses e houve uma proliferação muito grande do mosquito”, resumiu. :: LEIA MAIS »

Testes rápidos de Zika, dengue e chikungunya serão distribuídos em fevereiro

Zika_02O ministro da Saúde, Marcelo Castro, anunciou hoje (15) que kits para testes rápidos de detecção do vírus Zika, da febre chikungunya e da dengue serão distribuídos para laboratórios de todo o país em fevereiro.

“Nós vamos, provavelmente, distribuir agora em fevereiro. Com esse kit, a pessoa vai tirar o sangue e vai saber imediatamente se está com dengue, chikungunya ou com Zika”, disse o ministro após visita ao Instituto Butantan, em São Paulo. As três doenças são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti:: LEIA MAIS »

Dengue: Índice de Infestação Predial em Conquista é de “alerta”, segundo Ministério da Saúde

Da Redação

dengue conquistaA prefeitura de Vitória da Conquista divulgou o Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa), que foi realizado no final do mês de agosto e início de setembro.

Segundo os números, o índice na cidade é de 2,2%. Segundo o Ministério da Saúde esse número coloca o município em sinal de alerta, haja vista que o percentual para esse grau vai de 1% a 3,9%. Há pouco mais de dois meses, Vitória da Conquista estava classificada com “risco de surto de dengue”, tendo em vista que o LIRAa informava ser de 4,9% a infestação.

Ainda segundo a prefeitura, “até o dia 8 de setembro, foram notificados 538 casos suspeitos. Destes, 320 positivos para a dengue, 170 negativos, 5 inconclusivos e 43 casos aguardando resultado”.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia