novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘Direitos Humanos’

Inscrições para as oficinas da Semana Municipal dos Direitos Humanos já estão abertas

Direitos HumanosEntre os dias 04 e 10 de novembro, a coordenação de Direitos Humanos, da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, realiza a primeira Semana dos Direitos Humanos. Com o tema “Direitos e garantias”, o evento acontecerá em diversas localidades da cidade e contará com uma programação repleta de atrações culturais, palestras, oficinas e debates.

Para as oficinas, as inscrições já estão abertas. Confira a programação:

Oficina de Lambe-lambe: Direitos Humanos nos Muros

  • Datas: 05 e 06 de Novembro
  • Facilitadora: Raysa Lélis
  • Inscrições: rayzalelis@gmail.com
  • Horário: 14h
  • Local: Centro Integrado de Direitos Humanos

Oficina de Teatro

  • Datas: 06 de Novembro
  • Facilitador: Gilsergio Botelho (Cia Operakata)
  • Inscrições: producaooperakata@gmail.com
  • Horário: 14h
  • Local: Teatro Carlos Jeovah

:: LEIA MAIS »

MEC e Inep recomendam respeito aos direitos humanos na redação do Enem

ministroApesar de o Inep ainda não ter sido notificado da decisão judicial que determinou a suspensão da regra do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que determina que quem desrespeitar os direitos humanos na prova de redação pode receber nota zero, a recomendação é que os candidatos sigam as regras do edital.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, disse hoje (1), que a decisão judicial será respeitada, mas orientou os candidatos a respeitarem os direitos humanos na redação.

“A questão dos direitos humanos é básico e fundamental, até porque estamos falando em educação, e não poderíamos ter uma linha de ação distante dessa realidade. Mas ao mesmo tempo temos que cumprir a decisão judicial, que leva a possibilidade de ter zero na prova. Como cautela, eu diria que o melhor é se submeter ao exame e fazer a redação respeitando os critérios de direitos humanos”, recomendou o ministro.

A prova de redação do Enem será aplicada a mais de 6,7 milhões de candidatos neste domingo (5).

:: LEIA MAIS »

Caravana promove os Direitos Humanos com diversas ações gratuitas

Com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), uma caravana que percorre mais de 100 cidades brasileiras levando diversas ações de promoção dos Direitos Humanos chega nesta quinta-feira (19) à região de Vitória da Conquista, levando muitas atividades gratuitas.

Realizado em postos de combustível, o projeto, chamado Caravana Siga Bem, tem o propósito de levar saúde, lazer, educação e cultura a populações muitas vezes marginalizadas do acesso a esses serviços no dia a dia, como motoristas profissionais – em especial, os caminhoneiros – e comunidades afastadas dos grandes centros urbanos.

A primeira parada será em Poções, nesta quinta (19) e sexta-feira (20), no Posto Reforço (R. Visconde do Rio Branco, 768 – BR-116). Na semana seguinte, as ações acontecem em Vitória da Conquista, na quinta (26) e sexta-feira (27), no Posto São Jorge (Rod. BR-116, KM 840, S/N). Todas as atividades serão gratuitas e acontecerão das 13h às 22h.

unnamed

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA ABAIXO :: LEIA MAIS »

MEC vai anular redações contra direitos humanos no Enem

enem-2016-16Cerca de 10 mil redações receberam nota zero no último Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) por apresentar propostas de intervenção social que violavam os direitos humanos. O critério foi responsável por quase 20% das anulações, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), organizador do exame.

Na prova de redação do Enem, incitar a violência, defendendo que “se faça justiça com as próprias mãos” ou a “lei do olho por olho, dente por dente”, é considerado desrespeito aos direitos humanos. A determinação, prevista em edital desde 2013, desconsidera o desempenho geral do candidato, ainda que ele atenda, em seu texto, às demais quatro competências cobradas.

Em 2015, com o tema A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira, as redações que receberam nota zero apresentavam propostas de ações discriminatórias e que atentavam contra a integridade física ou moral das mulheres. Sugerir castigos para comportamentos femininos e para os infratores de leis de proteção à mulher, como linchamento, mutilação, tortura e execução sumária, também foram propostas identificadas nas redações.

Para Daniel Ximenes, diretor de direitos humanos e cidadania da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do Ministério da Educação, o desrespeito aos direitos humanos significa uma inadaptação para a vida em sociedade. “Isso deve ser combatido em todas as formas de expressão, inclusive nas redações do Enem”, ponderou.  :: LEIA MAIS »

Violência contra a mulher é tema de reunião em Conquista

imagemNa manhã desta segunda-feira, 4, Vitória da Conquista recebeu a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres do Estado da Bahia, Olívia Santana. Com sua comitiva, ela se reuniu com membros da Rede Municipal de Proteção à Mulher e outras autoridades da área para acompanhar o caso do estupro sofrido por uma lavradora no município de Barra do Choça, no mês de junho. Com esse ensejo, foram discutidas ações e projetos nas esferas estadual e municipal, de reação e combate à violência contra a mulher.

Olívia Santana revelou que, no último ano, foram implantados na Bahia mais sete centros de referência de apoio à mulher em situação de violência. Além disso, o Tribunal de Justiça da Bahia lançou quatro novas Varas Especiais de Violência Doméstica e Familiar. Outro projeto que tem apresentado resultados positivos e cuja expansão para a região sudoeste já está sendo analisada, é a Ronda Maria da Penha. Em parceria com a Secretaria de Segurança Pública, a ação promove visita às mulheres vítimas de violência para evitar a continuidade dos casos. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia