dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘exportações’

Exportações baianas tem queda de 23,4% em junho

A queda nas exportações em junho se deve a redução dos embarques em 21,2%, fato que antes só ocorreu em janeiro, único mês em 2016 que registrou retração nas vendas externas até então. A queda expressiva no volume embarcado em junho ocorreu porque o pico das exportações de soja aconteceu este ano no mês de maio, com o embarque de 493 mil toneladas.

No ano passado, esse fato ocorreu justamente em junho, com 381 mil toneladas. Em junho de 2016, os embarques de soja ficaram em 184 mil toneladas, 51,6% inferiores ao ano passado.Além da soja, em junho houve redução nos embarques físicos de derivados de petróleo em 60,5%; metais preciosos (-56,6%) e produtos metalúrgicos (-6,2%). “ “Como a recuperação das exportações tem se dado em cima do aumento do volume embarcado, qualquer redução no volume de embarques tem forte reflexo nas receitas apuradas”, explica o coordenador de Comércio Exterior da Sei, Arthur Cruz.
:: LEIA MAIS »

Mesmo com o aumento dos embarques, exportações baianas tem queda de 15,3% em 2015

Apesar de o volume embarcado registrar um aumento de 8,3% em relação a 2014, as exportações baianas registraram seu valor mais baixo desde 2009, pressionadas pela redução de preços dos seus principais produtos de exportação.

As receitas com as vendas externas alcançaram US$ 7,88 bilhões, o que representa uma redução de 15,3% em relação ao apurado no ano anterior. As informações foram analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

Embora a desvalorização do real em quase 50% em 2015 tenha compensado parcialmente as empresas exportadoras e atuado para elevar o volume físico embarcado, a queda maior que a esperada nos preços internacionais de produtos como petróleo, soja, petroquímicos, minerais e celulose (que estão entre os itens mais exportados pelo estado) foi o principal fator que derrubou as vendas ao exterior. Em geral, as cotações atingiram os piores níveis desde a crise financeira de 2008, atingindo na média, uma queda de 22% em relação a 2014.

:: LEIA MAIS »

Exportações baianas registram em setembro maior valor do ano

exportaçãoMesmo registrando em setembro seu maior valor em 2015, aproximadamente US$ 894 milhões, e tendo um volume de embarques 8,5% acima de igual mês do ano passado, as exportações baianas tiveram uma receita 13,9% menor comparada ao mesmo mês do ano anterior.

Ainda que as exportações tenham obtido fôlego com a desvalorização superior a 36% do real ante o dólar até setembro de 2015, a redução nos preços dos produtos exportados, que alcançou no último mês, em média 21%, continuou pressionando para baixo os valores dos embarques.
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia