outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: ‘fraude’

PF faz operação contra fraude a licitações e desvio de recursos públicos na BA; ação visa afastamento do cargo de dois prefeitos

WhatsApp Image 2018-08-21 at 09.29.07 (1)A operação, intitulada Offerus, uma referência à lenda de São Cristóvão, o padroeiro dos motoristas, cumpre 19 mandados de busca e apreensão em órgãos públicos, empresas e nas residências dos envolvidos no esquema. Uma quantia foi apreendida pela PF durante a operação, mas ainda não há detalhes do valor.

De acordo com a Polícia Federal, também estão sendo realizadas buscas e apreensões em Salvador. Segundo informações preliminares, mandados na capital baiana foram cumpridos em uma loja de móveis que fica na região da Lucaia.

De acordo com a PF, nos municípios de Pilão Arcado e Ipirá, a polícia tem mandado de prisão preventiva e dois mandados de afastamento do cargo de prefeito. Cerca de 90 policiais federais e 21 auditores participam da operação.

Conforme constatado durante as investigações, iniciadas em 2017, as licitações eram direcionadas para beneficiar um grupo de empresas pertencentes ao mesmo empresário.

:: LEIA MAIS »

PF cumpre 13 mandados de prisão contra grupo que fraudava licitações do transporte escolar na Bahia e em Minas

operacaopfquintaA Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria Geral da União (CGU), cumpre, na manhã desta quinta-feira (23), 9 mandados de prisão preventiva, 4 de prisão temporária, 13 mandados de medidas cautelares e 41 de busca e apreensão em cidades na Bahia e em Minas Gerais.

A operação Lateronis tem objetivo de combater crimes de desvio de recursos públicos destinados à área da educação no centro-sul baiano. Um grupo formado por políticos e empresários locais, além de servidores, fraudava licitações, principalmente em contratos na área de educação, para desviar recursos públicos.

Os contratos fraudados somam R$ 140 milhões, dos quais R$ 45 milhões teriam sido desviados.

Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades baianas de Barra do Choça, Cândido Sales, Condeúba, Encruzilhada, Ribeirão do Largo, Gandu, Itambé, Jequié, Piripá, Vitória da Conquista, Tanhaçu, Ipirá, Salvador, Barreiras, Luís Eduardo Magalhães e Formosa do Rio Preto. Em Minas Gerais, a operação ocorre na cidade de Mata Verde.

:: LEIA MAIS »

PF ataca fraude em contratos de R$ 200 mi de Prefeituras da Bahia

PrefeitoA Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, 7, a Operação Fraternos. O objetivo da ação é desarticular um esquema criado por prefeitos parentes entre si, responsáveis por fraudes em licitações nas Prefeituras de Eunápolis, Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro, todas no extremo sul da Bahia.

Os contratos fraudados somam aproximadamente R$ 200 milhões. Há contra os prefeitos mandados de condução coercitva e ordens de afastamento do cargo.

Em nota, a PF informou que cerca de 250 policiais federais, com apoio de 25 auditores da Controladoria-Geral da União e de membros do Ministério Público Federal, cumprem, nos estados da Bahia, São Paulo e Minas Gerais, 21 mandados de prisão temporária, 18 de condução coercitiva e 42 de busca e apreensão, expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

As investigações apontam que as prefeituras envolvidas contratavam empresas relacionadas ao grupo familiar para fraudar licitações, simulando a competição entre elas. Após a contratação, parte do dinheiro repassado pelas Prefeituras era desviado, utilizando-se de “contas de passagem” em nomes de terceiros para dificultar a identificação do destinatário final dos valores arrecadados, que, em regra, retornavam para membros da organização criminosa, inclusive através repasses a empresa de um dos prefeitos investigados. Essas mesmas empresas também eram utilizadas para a lavagem do dinheiro ilicitamente desviado.

Em um dos casos investigados, foi observado que uma das empresas do esquema tinha como sócio um ex-funcionário de outra empresa do grupo criminoso, que teria investido 500 mil reais na integralização do capital. Os policiais federais descobriram, no entanto, que a renda mensal do ex-funcionário era de apenas R$ 800,00 à época.

Os policiais identificaram uma verdadeira “ciranda da propina” na qual as empresas dos parentes revezavam as vitórias das licitações para camuflar o esquema e, em muitos casos, chegavam ao extremo de repassar a totalidade do valor contratado na mesma data do recebimento a outras empresas da família.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa (Art. 2º, Lei 12.850/13), fraude à licitação (Art. 89 e 98, Lei 8.666/93), corrupção ativa e passiva (Arts. 317 e 333, CP) e lavagem de capitais (Art. 1º, Lei 9.613/98).

:: LEIA MAIS »

TSE encontra 25 mil registros biométricos duplicados

clip_image003[2]O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) encontrou 25 mil casos de títulos eleitorais biométricos com duplicidade. As suspeitas de irregularidades foram descobertas pela Justiça Eleitoral após comparação das digitais de eleitores. Em alguns casos, foram encontrados casos de pluralidades, quando há dois ou mais registros biométricos para o mesmo título.

De acordo com o levantamento, o estado de Alagoas registrou o maior número de problemas, com 2,9 mil casos de duplicidade e 75 de pluralidade. Em São Paulo, foram 2,6 mil duplicidades e 185 pluralidades. Em Goiás, o TSE encontrou dois eleitores que tinham cerca de 50 registros eleitorais. :: LEIA MAIS »

PF deflagra ações para investigar fraudes em quatro cidades baianas

750_201791982313619Duas operações simultâneas da Polícia Federal (PF) foram deflagradas na manhã desta terça-feira, 19, nas cidades baianas de Palmas de Monte Alto, Aracatu, Riacho de Santana e Botuporã. As ações (Chronos e Syagrus) acontecem em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria Geral da União (CGU).

Segundo a PF, são cumpridos 15 mandados de busca e apreensão, 10 de conduta coercitiva e oito de medidas cautelares. O prefeito e o secretário de Administração e Finanças de Aracatu, Sérgio Silveira Maia e Antônio Maia, respectivamente, e servidores públicos de Palmas de Monte Alto foram afastados das funções públicas. A reportagem do Portal A TARDE tentou falar com os citados pelos telefones da prefeitura, mas eles não foram localizados.

O objetivo é investigar fraudes nos processos licitatórios e execuções de contratos de prestação de serviços de limpeza, asseio e conservação diária em prédios dos municípios de Aracatu e Palmas, entre os anos de 2014 e 2017. :: LEIA MAIS »

Encomendas dos Correios são tema de fraudes por e-mail

imagemSe por acaso você ainda está esperando alguma encomenda que deveria ter chegado para o Natal, cuidado com mensagens de e-mail que prometem “orientações” para você buscar o seu pacote.

Criminosos virtuais brasileiros enviam várias mensagens utilizando o nome dos Correios e informações falsas sobre supostos pacotes que você deveria receber.

As mensagens podem exigir que você preencha imediatamente algum formulário ou abra um anexo que supostamente contém mais informações sobre a encomenda. Independentemente do teor do e-mail, o resultado final é sempre o mesmo: o download e instalação de uma praga digital que pode roubar senhas – inclusive senhas de banco – do seu computador. :: LEIA MAIS »

Operação da PF para combater fraude em seguro-desemprego prende 8 na Bahia

FotoDivulgação/ PF

FotoDivulgação/ PF

Dezoito pessoas foram presas durante uma Operação Melaço, deflagrada pela Polícia Federal em sete cidades do sul da Bahia, na manhã desta quarta-feira (23), para desarticular uma organização criminosa que fraudava vínculos empregatícios para obter benefícios de seguro-desemprego e previdenciários. A ação ocorre em conjunto com o Ministério Público Federal, Previdência Social, Ministério do Trabalho e da Polícia Militar.

Ao todo, 31 mandados foram expedidos pela Justiça Federal: 13 de prisão preventiva e 18 de busca e apreensão, nos municípios de Ipiaú, Ibirataia, Valença, Prado, Porto Seguro, Itamarajú e Santa Cruz Cabrália, todos na Bahia. Desse total, oito prisões e 18 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Conforme a PF, a operação ainda está em andamento, porque algumas pessoas que são alvos da ação não foram encontradas em suas residências. Os presos foram encaminhados para o presídio de Jequié, onde ficarão por tempo indeterminado, até a conclusão das investigações.

Segundo a investigação, a organização criminosa contava com a participação de técnicos em contabilidade, aliciadores e atendentes do Sine Bahia, que atuavam de forma coordenada há mais de 10 anos. Os aliciadores recrutavam indivíduos dispostos a ceder seus documentos, como carteira de trabalho e cartão cidadão.
:: LEIA MAIS »

Estudante de medicina é condenada a prisão por fraude em cotas na Uesb

uesbbUma estudante de medicina de 26 anos da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), em Vitória da Conquista, foi condenada a dois anos de prisão após suspeita de ter prestado declaração falsa de endereço para participação em concorrência de reserva de vagas para quilombolas.

A decisão foi julgada pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Vitória da Conquista, por meio do juiz Clarindo Lacerda Brito, e publicada na quarta-feira (30). A denúncia contra a estudante foi acatada após representação do Ministério Público da Bahia (MP-BA). Conforme a promotora Carla Medeiros dos Santos, o órgão recebeu uma denúncia anônima sobre o caso no final de 2013, ano em que a matrícula foi realizada.
:: LEIA MAIS »

PF detém suspeitos de fraudes em concursos em Brumado

650x375_operacao-policia-federal-ministerio-publico-brumado-bahia_1578784Cinco pessoas de Brumado, a 652 km de Salvador, suspeitas de participação em esquema que fraudou concursos públicos para a Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) e o Instituto Federal da Bahia (Ifba) da cidade, foram conduzidas nesta quarta-feira, 4, à delegacia da Policia Federal em Vitória da Conquista.

A ação fez parte da Operação Reprovados, que conta com a participação do Ministério Público Federal (MPF). Além de cumprir os cinco mandados de condução coercitiva, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, com o recolhimento autorizado pela Justiça Federal de documentos e equipamentos eletrônicos.

De acordo com o delegado da PF Marcelo Siqueira, coordenador da Polícia Federal em Vitória da Conquista,  o esquema consiste na adequação dos prenomes dos candidatos às iniciais “NI”, para que todos ficassem nas mesmas salas para realizar as provas nos dois concursos. :: LEIA MAIS »

Operação combate fraudes nos cofres públicos na Bahia

A650x375_operacao-policia-federal-vitoria-da-conquista-bahia-destaque-do-dia_1573621 Polícia Federal (PF) de Vitória da Conquista, no Sudoeste baiano, deflagrou na manhã desta quinta-feira, 22, uma operação de combate a fraudes nos cofres públicos de municípios da região.

Denominada de Operação Hollerith, a ação cumpriu sete mandados de condução coercitiva e seis de busca e apreensão nas cidades de Caatiba, Poções, Planalto e Ibicuí.

Segundo informações da PF, uma organização criminosa formada por ex-funcionário e servidores “fantasmas” da prefeitura de Caatiba teria atuado nos setores contábil e de recursos humanos do município.

O grupo utilizava verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), repassadas pela União, alterando para mais os salários de servidores e incluindo “fantasmas” na folha de pagamento. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia