setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

:: ‘Governo da Bahia’

Estado abre mais de 20 mil vagas para cursos técnicos de nível médio

45778459394_a8d664998d_kA Secretaria da Educação do Estado abriu inscrições, nesta quinta-feira (4), para mais de 20 mil vagas de cursos técnicos de nível médio. As vagas são para os Centros Estaduais e Centros Territoriais de Educação Profissional, além de unidades compartilhadas na capital e em mais 97 municípios dos 27 Territórios de Identidade, entre os quais estão: Feira de Santana, Vitória da Conquista, Itabuna, Gandu, Ipiaú, Ilhéus, Jequié, Juazeiro, Senhor do Bonfim, Barreiras, Seabra, Itaberaba, Serrinha, São Domingos, Bom Jesus da Lapa, Xique-xique, Irecê, Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas, Alagoinhas, Macaúbas e Caetité (veja a relação completa no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). As inscrições seguem até dia 14 de julho.

Ao todo são 45 cursos disponibilizados nas formas de oferta Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrada à Educação de Jovens e Adultos (PROEJA Médio) e Subsequente ao Ensino Médio (para quem já concluiu o Ensino Médio na rede pública e quer voltar a estudar). Entre os cursos estão: Administração, Segurança do Trabalho, Logística, Meio Ambiente, Agroecologia, Agropecuária, Enfermagem, Nutrição e Dietética, Análises Clínicas, Edificações, Eletrotécnica, Informática, Contabilidade, Farmácia, Química, Cozinha, Alimentos, Panificação, Recursos Humanos, Edificações, Desenho da Construção Civil, Rede de Computadores, Secretariado, Conservação e Restauro, Artes Visuais, instrumento Musical, Documentação Musical e Regência.

Do total ofertado, 12.510 vagas são para os cursos na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio. Neste caso, os estudantes devem acessar o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br) para realizar a inscrição no sorteio eletrônico. O resultado será divulgado no dia 16 de julho e os contemplados devem comparecer às unidades escolares para as quais se inscreveram para efetuar a matrícula no período de 18 e 19 de julho.  :: LEIA MAIS »

Governo identifica 81 servidores com acúmulo indevido de dois empregos públicos

logotipo-governo-da-bahia-rui-costa-oficialA Corregedoria-Geral da Secretaria da Administração (Saeb/CGR) detectou 81 casos de servidores estaduais com duplo vínculo empregatício, acumulando indevidamente empregos públicos em dois estados.

Os indícios de irregularidades foram descobertos durante as investigações da Operação Estados, que cruzou dados da folha de pagamento do Governo da Bahia com informações dos Recursos Humanos de outros estados.

A apuração identificou servidores da Bahia trabalhando em estados do Nordeste como Sergipe, Pernambuco, Ceará, mas também descobriu funcionários com vínculos em estados mais afastados como Espírito Santo e Tocantins.

A Operação Estados localizou 49 casos em Sergipe, 20 em Pernambuco, seis no Ceará, cinco no Tocantins e um no Espírito Santo. Para conseguir identificar essas irregularidades, a Corregedoria oficiou os estados, solicitando os bancos de dados contendo todos os cadastros de funcionários com vínculo empregatício ativo. As informações foram cruzadas com os dados de servidores ativos da Bahia, usando o Audit Command Language (ACL), um dos softwares de auditoria mais utilizados no mundo.

:: LEIA MAIS »

Rui Costa desrespeita data-base e concede 0% de reajuste linear aos servidores baianos

PRÊMIO -TESOURA REAJSUTEPara a indignação dos servidores públicos baianos, o governador Rui Costa (PT) cumpriu com a promessa feita em setembro e concedeu 0% de reajuste aos servidores públicos em 2016. O aumento refere-se à reposição da inflação, previsto na Constituição Federal e com data-base definida em janeiro para o funcionalismo da Bahia.

O desrespeito desse direito implica no confisco de 10,67% nos salários dos 267 mil servidores, entre eles 34 mil terão vencimentos abaixo do salário mínimo. Os professores da UESB não aceitam o descaso do governo Rui Costa e lutam pelo pagamento integral do reajuste linear.

Rui Costa alega que a Bahia não teria condições financeiras de efetuar a reposição da inflação diante da crise econômica brasileira. O governador não explica os motivos pelos quais então desde 2012 a arrecadação do Estado é crescente e mesmo assim há três anos não é realizado o pagamento integral e em uma única parcela do reajuste linear. :: LEIA MAIS »

Governo estadual abre concurso com mais de 7 mil vagas para professor

O governo do Estado vai abrir seleção com 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do estado, no primeiro semestre de 2016.

A seleção será realizada através da Secretaria da Administração (saeb). Os aprovados vão substituir os 6.145 cargos de professores contratados por intermédio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda).

Os demais cargos (986) irão suprir as vacâncias deixadas por professores que vão se aposentar em 2016. Em junho deste ano, o 23.927 professores do magistério público, do ensino médio e fundamental foram promovidos Foram promovidos 551 coordenadores pedagógicos e 23.376 professores.

:: LEIA MAIS »

Greve na UESB continua e assembleia avaliará proposta do governo

DSC_0129Os professores das Universidades Estaduais da Bahia arrancaram proposta do governo para a avaliação da categoria, que segue em greve há 67 dias.

O documento é fruto da ocupação do prédio da Secretaria de Educação (SEC), em Salvador, do dia 15 a 18 de julho, sob forte intimidação da equipe de Rondas Especiais da Polícia Militar (Rondesp). Os docentes da UESB permanecem em greve por tempo indeterminado e discutirão a minuta de acordo proposta pelo governo ainda essa semana.

Em nota oficial, que mais uma vez distorce informações, o Governo da Bahia afirma que “os representantes do Fórum [das ADs] se comprometeram a defender a proposta nas assembleias”. Alega, também falsamente, que a greve das Universidades Estaduais chegou ao fim e que um acordo foi assinado.

Tais afirmações são inverídicas e não passam de mais uma tentativa do governo de confundir a opinião pública. Apenas as assembleias da categoria têm poder para decidir os rumos do Movimento. Durante as reuniões com o governo também não houve compromisso firmado de defesa do documento por parte dos dirigentes sindicais. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia