fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829

:: ‘inflação’

Inflação medida pelo IGP-10 cai para 0,58% em março

inflaçãoA inflação medida pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) ficou em 0,58% em março deste ano, taxa inferior às observadas em fevereiro de 2016 (1,55%) e em março de 2015 (0,83%). O IGP-10 acumula 2,84% no ano e 11,78% em 12 meses, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

A queda da taxa na passagem de fevereiro para março foi provocada por uma redução no ritmo da inflação no atacado e no varejo. A taxa do Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, recuou de 1,69% em fevereiro para 0,56% em março.
:: LEIA MAIS »

IPCA: inflação sobe menos e fecha fevereiro com alta de 0,9%

supermercadosA inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou fevereiro com alta de 0,9%, resultado 0,37 ponto percentual abaixo da taxa de janeiro, que atingiu 1,27%. Os dados da inflação oficial do país foram divulgados, hoje (9), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com o resultado, o IPCA passou a acumular alta de 2,18% nos dois primeiros meses do ano, resultado que chega a ser 0,3 ponto percentual inferior aos 2,48% acumulados em igual período de 2015.
:: LEIA MAIS »

Energia, alimentos e combustível elevam inflação para 10,67%

mercadoPressionada pela elevação dos preços dos alimentos, combustíveis e energia elétrica, a inflação oficial do país, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), fechou 2015 com alta acumulada de 10,67% – a maior dos últimos 13 anos desde os 12,53% de dezembro de 2002. A inflação do ano passado chega a ser 4,16 pontos percentuais superior ao teto da meta fixada pelo Banco Central para 2015, que foi de 6,5% e 6,17 pontos percentuais acima do centro da meta: de 4,5%.

Os dados foram divulgados hoje (8), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), juntamente com o resultado do IPCA de dezembro.
:: LEIA MAIS »

Instituições financeiras projetam aumento da inflação para 10,7%

dinheiroA projeção de instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano, subiu pela 14ª semana seguida, ao passar de 10,61% para 10,70%. Para 2016, a estimativa para o IPCA subiu pela terceira vez consecutiva, com o ajuste de 6,80% para 6,87%. As estimativas foram divulgadas hoje (21) e estão no Boletim Focus do Banco Central (BC), uma publicação semanal, feita a partir de consultas a instituições financeiras.

As duas projeções estão acima do limite superior da meta, que é 6,5%. O centro da meta é 4,5%. O Banco Central estima que a inflação só deve atingir o centro da meta em 2017. O principal instrumento usado pelo BC para controlar alta dos preços é a taxa básica de juros, a Selic. O Comitê de Política Monetária (Copom), responsável por definir a Selic, elevou a taxa por sete vezes consecutivas. Nas reuniões do comitê em setembro, outubro e novembro, o Copom optou por manter a Selic em 14,25% ao ano.
:: LEIA MAIS »

Comércio tem menor crescimento para o primeiro semestre desde 2002, diz Serasa

comercioO comércio teve o menor crescimento no primeiro semestre do ano desde 2002, segundo levantamento divulgado hoje (7) pela Serasa Experian. O movimento do varejo registrou expansão de 2,6% de janeiro a junho de 2015, em comparação com o mesmo período do ano passado. “É resultado da conjuntura econômica que começou a se deteriorar no ano passado, com o aumento da inflação, da taxa de juros e, agora, mais recentemente, aumento do desemprego”, enfatizou o economista da consultoria Luiz Rabi.

O setor de veículos teve o pior resultado no acumulado do primeiro semestre, com retração de 12,5%. Em seguida, vem o ramo de material de construção, que teve queda de 7,1% no movimento. De acordo com Rabi, o consumidor está “menos propenso a comprar veículos e materiais de construção, que são gastos de médio prazo, normalmente financiados”.
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia