dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘Microcefalia’

Casos de microcefalia começam a recuar na Bahia

Pouco a pouco, o pequeno João Fernando, de cinco meses, começa a responder aos estímulos das inúmeras sessões de fisioterapia às quais já foi submetido no curto período de vida. As pequenas conquistas do garoto, portador de microcefalia, são um retrato da situação da doença na Bahia.

A passos lentos, os números relativos à incidência da doença vem decaindo: a média de notificações semanais de casos suspeitos de microcefalia na Bahia apresentou uma redução de 83% no início do segundo semestre deste ano.

Do final de 2015 até fevereiro de 2016, cerca de 60 casos desse tipo foram notificados semanalmente no estado. Em junho de 2016, este número caiu para 10.

Após cerca de seis meses apresentando altas, o número de confirmações da doença no estado se manteve nos últimos três meses, de acordo com o boletim mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde (MS), no dia 30 de junho: são 263 casos.

:: LEIA MAIS »

Sesab divulga novo boletim de Microcefalia

microcefalia1O Ministério da Saúde divulgou no mês de um novo protocolo para notificação de bebês com microcefalia. De acordo com os novos critérios (perímetro cefálico ? 31,9cm para bebês do sexo masculino e perímetro cefálico ? que 31,5cm para bebês do sexo feminino), a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), revisou todos os casos notificados desde outubro de 2015.

Assim sendo, até o dia 09 de abril de 2016, 583 casos notificados em 133 municípios se enquadram no novo critério. Desses, 246 foram investigados com a realização de exame de imagem e/ou exame laboratorial, sendo 178 confirmados e 68 descartados. :: LEIA MAIS »

Bahia registra três novas mortes por suspeita de microcefalia, diz Sesab

microcefalia1Um novo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), na tarde desta terça-feira (29), aponta que o número de mortes notificadas por suspeitas de microcefalia subiu de 24 para 27 no estado.

Conforme a Sesab, os novos óbitos foram registrados em Anguera (1), Santo Antônio de Jesus (1) e Simões Filho (1). Antes, já tinham sido registradas mortes em Alagoinhas (1), Camaçari (3), Conceição do Jacuípe (1), Cravolândia (1), Crisópolis (1), Monte Santo (1), Barro Preto (1), Campo Formoso (1), Itabuna (1), Itapetinga (1), Olindina (1), Salvador (6), Tanhaçu (1), Esplanada (1), Feira de Santana (1), Tancredo Neves (1) e Senhor do Bonfim (1).

No boletim divulgado nesta terça-feira, a Sesab considerou os novos parâmetros indicados pelo Ministério da Saúde, que determinam as notificações de microcefalia para bebês do sexo masculino com perímetro cefálico menor que 31,9cm, e para bebês do sexo feminino com perímetro cefálico menor que 31,5cm. :: LEIA MAIS »

Microcefalia matou 25 na Bahia

Com 942 casos notificados até o último domingo, a Bahia é o segundo estado brasileiro em registros de casos de microcefalia. A doença já foi registrada em 158 dos 417 municípios do estado e já causou 25 mortes.

À frente da Bahia está Pernambuco, que já registrou, até a data de divulgação do último Boletim Epidemiológico, pelo Ministério da Saúde, 1.779 casos, com 33 mortes.

Segundo os dados do último boletim Epidemiológico divulgado na manhã de ontem pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), a Bahia registrou, de outubro de 2015 até o dia 12 de março deste ano, 942 casos de microcefalia, com notificações feitas em 158 municípios do estado, s por intermédio do Registro de Eventos em Saúde Pública (RESP). Desses casos, 320 foram investigados com a realização de exame de imagem, sendo 200 confirmados e 120 descartados.

:: LEIA MAIS »

Sesab divulga novo boletim de Microcefalia

dengueNo Estado da Bahia, desde outubro de 2015 até o dia 05 de março de 2016, foram notificados 863 casos suspeitos de microcefalia com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros. Os casos suspeitos foram notificados em 144 municípios, sendo que Salvador continua com o maior número de casos suspeitos notificados (406).

A Secretaria da Saúde do Estado, através da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), informa que 254 casos suspeitos já foram investigados com a realização de exames de imagem, sendo que desses, 156 foram confirmados.

Foram notificados 23 óbitos, nos seguintes municípios: Alagoinhas (1); Barro Preto (1); Camaçari (3); Cravolândia ( 1); Campo Formoso (1); Crisópolis (1) ; Itabuna ( 1); Itapetinga (1); Olindina (1); Salvador ( 7); Tanhaçu (1); Senhor do Bonfim (1); Esplanada (1); Feira de Santana (1) ; Presidente Tancredo Neves (1). Em relação ao último boletim, a secretaria de Saúde de Eunápolis retificou a notificação de óbito cuja causa, inicialmente, teria sido microcefalia e não foi. Também a Secretaria da Saúde de Cruz das Almas retificou o local de residência do óbito para Camaçari.

Ações

Diversas ações de pesquisa e desenvolvimento tecnológico estão em curso pelo Governo da Bahia para combater o Aedes aegypti. Dentre elas, destaque para o teste rápido para dengue e chikungunya, o caça mosquito, mosquito transgênico, bacillus thuringiensis israelensis, wolbachia e repelente com nanotecnologia. :: LEIA MAIS »

Bahia registra 13 novas mortes por suspeita de microcefalia, diz Sesab

microcefalia bebê

Imagem Ilustrativa

Em sete dias, o número de mortes por suspeita de microcefalia subiu de 11 para 24 na Bahia. A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) na manhã desta terça-feira (1º).

Em relação ao boletim divulgado na última semana, foram registrados quatro novos óbitos em Salvador, que ao todo tem sete mortes, e mais um em Camaçari, na região metropolitana, que agora contabiliza dois casos.

Além do acréscimo de casos em Salvador e Camaçari, novos municípios passaram a integrar a lista de casos com óbitos: Alagoinhas (1), Barro Preto (1), Cravolândia (1), Crisópolis (1), Cruz das Almas  (1), Eunápolis (1), Senhor do Bonfim (1) e Feira de Santana (1). :: LEIA MAIS »

Osid tem aumento superior a 1.000% em atendimentos de microcefalia

3_2O atendimento a bebês com microcefalia cresceu de nove para 109 do final do mês de novembro até fevereiro deste ano no Ambulatório de Neuropediatria das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), em Salvador. O aumento, que é superior a 1.000 %, foi divulgado pela instituição nesta sexta-feira (19).

Por conta do aumento do números de casos, a Osid diz que montou uma força-tarefa para dar conta do atendimento dos bebês que nasceram com a doença. A intensificação foi promovida nas áreas de avaliação neurológica, avaliação ambulatorial (incluindo investigação sobre a relação da doença com o Zika Vírus) e exames de neuroimagem.

Conforme a Osid, o atendimento na instituição também se estendeu ao Centro Especializado em Reabilitação Irmã Dulce (CER IV), que realiza um trabalho de intervenção precoce visando estimular o desenvolvimento dos bebês, minimizando os impactos das limitações provocadas pela microcefalia. :: LEIA MAIS »

Microcefalia: OMS garante que vacinas da rede pública brasileira são seguras

gravidasA Organização Mundial da Saúde emitiu nota hoje (15) assegurando que os boatos associando vacinas para grávidas com o aumento de microcefalia no país são falsos. “As vacinas que a organização recomenda para as gestantes e que são oferecidas no Sistema Único de Saúde (SUS) são seguras e eficazes”, diz o comunicado da organização.

O esclarecimento veio depois de uma série de boatos sobre supostos casos de gestantes que tomaram vacinas vencidas ou vacina contra rubéola e tiveram bebês com a malformação na cabeça.

Na nota, a OMS esclarece que vacina contra a rubéola não está no calendário das grávidas e também que sua aplicação em mulheres que ainda desconheciam a gravidez não resultou em consequências negativas para o feto.

Mais de 70 milhões de doses do imunizante já foram administradas em mulheres em idade fértil no Brasil. :: LEIA MAIS »

Bahia registra mais uma morte sob suspeita de microcefalia, diz Sesab

zikaSubiu para 11 o número de mortes sob suspeita de microcefalia na Bahia, conforme balanço divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) nesta quinta-feira (11). O 11º óbito foi registrado no município de Presidente Tancredo Neves, a 253 quilômetros de Salvador.

As outras dez mortes suspeitas foram nos municípios de Camaçari (1), Campo Formoso (1), Esplanada (1), Itabuna (1), Itapetinga (1), Olindina (1), Salvador (3) e Tanhaçu (1). :: LEIA MAIS »

Sesab divulga novo Boletim sobre os casos de Microcefalia

BoletimA Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) informa que na Bahia, de outubro de 2015 a 30 de janeiro de 2016, foram notificados 618 casos de microcefalia, ou seja, de nascimento de bebês com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros. Já notificaram casos 106 municípios, sendo que Salvador tem o maior número de casos (324), correspondendo a 52,43% do total de casos.

Dentre os 618 casos, foram notificados dez óbitos nos municípios de Camaçari (1), Itabuna (1), Olindina (1), Salvador (3), São Sebastião do passe (1), Tanhaçu (1), Itapetinga (1) e Campo Formoso (1).

Ações

Diversas ações de pesquisa e desenvolvimento tecnológico estão em curso pelo Governo do Estado para combater o Aedes aegypti. Dentre elas, destaque para o teste rápido para dengue e chikungunya, o caça mosquito, mosquito transgênico, bacillus thuringiensis israelensis, wolbachia e repelente com nanotecnologia. :: LEIA MAIS »

Microcefalia e zika são emergência de saúde internacional, declara OMS

aedesA disseminação do zika vírus e sua provável ligação com casos de microcefalia tornaram-se uma emergência de saúde pública internacional, declarou nesta segunda-feira (1º) a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O anúncio foi feito em uma coletiva de imprensa em Genebra, depois da primeira reunião do Comitê de Emergência sobre zika vírus da OMS.

O grupo foi convocado na semana passada, quando o órgão demonstrou preocupação com a “propagação explosiva” do vírus e estimou que o número de casos nas Américas pode chegar a 4 milhões este ano.
:: LEIA MAIS »

Brasil tem 270 casos de microcefalia confirmados

microcefalia bebêBoletim divulgado hoje (27) pelo Ministério da Saúde confirma que 270 crianças nasceram com microcefalia por infecção congênita, mas não necessariamente pelo vírus Zika. A pasta ainda investiga 3.448 casos suspeitos de microcefalia.

Os números são referentes a registros feitos de outubro de 2015 a 20 de janeiro deste ano. A microcefalia pode ter como causa diversos agentes infecciosos, além do Zika, como sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus e herpes viral.

Em dezembro, o Ministério da Saúde chegou a confirmar 134 casos de microcefalia relacionada ao vírus Zika. Porém, a pasta voltou atrás e agora só reconhece seis casos de bebês que tiveram exame laboratorial positivo para Zika.
:: LEIA MAIS »

Brumado: Menina nasce com microcefalia; exames identificarão se caso tem ligação com Zika Vírus

brumadoUma menina nasceu com microcefalia no município de Brumado. O caso foi registrado na última terça-feira (19), conforme foi confirmado ao Brumado Agora pelo secretário municipal de saúde, Cláudio Feres.

A genitora é do  Distrito de Itaquaraí, zona rural do município, e embora tenha passado boa parte da gestação em uma comunidade rural de Dom Basílio, estava sendo acompanhada por médicos no Posto de Saúde da Família (PSF) de Itaquaraí. :: LEIA MAIS »

EUA confirmam caso de microcefalia por contágio do vírus zika no Brasil

aedes1Os Estados Unidos confirmaram o caso de um bebê nascido com microcefalia por contaminação do vírus zika. A criança nasceu em um hospital de Oahu, no Havaí, divulgou em nota, na sexta-feira (15), o departamento de saúde do estado norte-americano.

A mãe do bebê contraiu o vírus quando morava no Brasil, em maio do ano passado, e a criança contraiu a doença no ventre, conforme confirmaram testes de laboratório, diz o órgão de saúde. No Havaí, seis pessoas haviam contraído o vírus desde 2014, mas não foram infectadas.

O primeiro caso de infecção do vírus foi reportado no estado de Porto Rico, segundo autoridades do país.
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia