março 2020
D S T Q Q S S
« fev    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘Mucugê’

1ª edição da Feira Literária de Mucugê acontece em Agosto

banner_fligeAcontece entre os dias 11 e 14 de agosto, a primeira edição da Feira Literária de Mucugê (Fligê), iniciativa que busca inserir a cidade de Mucugê, situada nas montanhas do Parque Nacional da Chapada Diamantina, no circuito de feiras e festas literárias realizadas na Bahia e no Brasil.

Durante os quatro dias de programação, o evento pretende possibilitar que o público participante compartilhe diversas atividades literárias e culturais, além de uma programação especial direcionada ao público infanto-juvenil.

A Fligê apresentará uma programação extensa que contará com conferências, encontros, lançamentos, leituras guiadas, contação de histórias, oficinas, estandes/editoras, homenagens e apresentações artísticas, facilitadas por autores convidados dos mais variados horizontes literários e autores da nova geração que se dedicam à criação literária em diferentes linguagens.

Tendo como objetivo a formação, produção e difusão do livro e da literatura brasileira, baiana e regional e visando a informação, o despertar e o prazer do livro e da leitura, a Feira Literária será desenvolvida em diversos espaços da cidade e com acesso gratuito para toda comunidade interessada.

:: LEIA MAIS »

Mucugê é a única cidade da Bahia sem doenças causadas pelo Aedes

mucugeDos 417 municípios da Bahia, apenas um ainda não registrou casos de dengue, chikungunya ou zika em 2016. Conforme a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), trata-se de Mucugê, cidade com 10.244 habitantes, segundo dados do IBGE, localizada na região turística da Chapada Diamantina, a cerca de 450 quilômetros de Salvador.

Segundo a Sesab, de janeiro até 22 de fevereiro deste ano, foram notificados em todo o estado 7.700 casos suspeitos de dengue em 201 cidades; 1.777 de zika em 18 cidades; e 1.240 de chikungunya em 68 cidades.

Dengue
Em 2016, os 7.700 casos notificados representam um aumento de 405%, quando comparado ao mesmo período de 2015, quando foram registrados 1.920 casos.
:: LEIA MAIS »

Chefe do Parque da Chapada suspeita de incêndio criminoso

O chefe substituto do Parque Nacional da Chapada Diamantina, César Gonçalves, disse nesta segunda-feira, 23, que os sucessivos incêndios que atingem a região desde o dia 26 de outubro são causados pela ação do homem.

“Incêndios naturais são causados por tempestades de raios. Não é o caso. Sabemos que a causa é humana”, afirmou, após uma equipe de especialistas avaliar as ocorrências.

Para Gonçalves, as motivações podem ser diversas, como colocar fogo para renovar pastagens ou para diminuir a vegetação e facilitar a caça.

Em toda a Chapada Diamantina – região que extrapola os limites do Parque Nacional -, mais de 240 homens estão trabalhando para controlar o fogo, que já consumiu aproximadamente entre 15 mil e 30 mil hectares, segundo a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) da Bahia. Os incêndios florestais sucessivos já afetaram os municípios de Lençóis, Palmeiras, Mucugê, Ibicoara, Jacobina, Jaborandi e Andaraí.

:: LEIA MAIS »

Incêndios atingem Chapada Diamantina pelo quarto dia

Incêndio-na-Chapada-DiamantinaUm incêndio de grandes proporções atinge o Parque Nacional da Chapada Diamantina desde a sexta-feira (11). O foco inicial foi na Serra do Ramalho, próximo ao município de Andaraí.

Segundo o brigadista voluntário Homero Vieira, o fogo já ocupa uma área de 200 a 300 hectares. Um hectare equivale aproximadamente a um campo de futebol. Outros dois incêndios ocorreram na Chapada, neste final de semana, próximos a Mucugê e Vale do Capão, mas já foram controlados.

Vieira, presidente dos Combatentes de Incêndios Florestais de Andaraí (Cifa), diz que o local é de difícil acesso, precisariam de mais pessoas e equipamentos para conter o incêndio. “Não existe nenhuma logística de alimentação, equipamento, nenhum apoio. Temos necessidade de uma aeronave. Pela extensão do fogo, teríamos que ter uns 120 brigadistas”, afirma. Segundo ele, apenas 20 brigadistas estão combatendo o incêndio.

 Pablo Casella, analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), organização que administra o Parque, afirma que os três incêndios não têm ligação uns com os outros. “São três casos independentes, as regiões são muito distantes”, diz. Ele conta que quase sempre a causa do incêndio é humana, seja de maneira proposital ou por acidente. “

:: LEIA MAIS »

Incêndio é controlado em Mucugê; fogo continua em Andaraí

incêndioUm incêndio que atinge parte da Chapada Diamantina, neste domingo, 13, foi controlado no município de Mucugê (a 441 Km de Salvador), mas ainda continua em Andaraí (distante a 414 Km de Salvador). Fogo é combatido desde sexta, 11.

Um efetivo de cerca de 30 pessoas, entre membros do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Icmbio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, voluntários e brigadistas de Lençóis tentam conter as chamas em Andaraí.

Outro grupo, formado por integrantes do Icmbio, brigadistas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Corpo de Bombeiros e grupos de voluntários atuam em Mucugê. Apesar do fogo ter sido controlado, eles fazem o rescaldo do incêndio e monitoram a região para que não surjam novos focos. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia