novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘PMDB’

Chapas majoritárias seguem indefinidas para disputa eleitoral na Bahia

Cinco dos seis pré-candidatos ao governo da Bahia ainda não definiram a composição das chapas em que disputarão as eleições de outubro até esta segunda-feira, 16, a quatro dias do início do período legal para a realização das convenções partidárias que oficializarão os nomes da disputa eleitoral, que vai até 5 de agosto.

A indefinição do cenário nacional, apontam analistas e líderes partidários ouvidos pela reportagem, é o principal fator para o atraso na formação das alianças.

A desistência do prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, de concorrer ao Palácio de Ondina, também bagunçou o tabuleiro político local – o que, segundo o cientista político e professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA) Joviniano Neto, gerou o reposicionamento das forças partidárias.

Até agora, apenas o governador Rui Costa (PT), pré-candidato à reeleição, anunciou todos os titulares da sua aliança, mas sem confirmação dos suplentes. Além do petista, o vice-governador João Leão (PP) tentará a reeleição a vice, enquanto o presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel (PSD), e o ex-governador Jaques Wagner (PT) disputarão as duas vagas para o Senado.

:: LEIA MAIS »

Herzem quer implantar Agências Comunitárias dos Correios na zona rural de Vitória da Conquista

herzem-gusmao-sobre-correiosO prefeito eleito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMDB), está buscando viabilizar a implantação de Agências Comunitárias dos Correios na zona rural do município.

Para isso, agendou uma reunião com a gerente regional da Empresa, Carla Mara Ataíde, no intuito de discutir as medidas que precisam ser adotadas para que as Agências Comunitárias sejam implantadas.

Segundo Herzem, “o objetivo da parceria entre prefeitura e Correios é facilitar o envio e recebimento de cartas, documentos e demais objetos pelos moradores da zona rural, que, atualmente, precisam se deslocar até o Centro urbano para ter acesso os serviços da Empresa”.

:: LEIA MAIS »

Arlindo e Marcelo querem ser cabeça de chapa. Negativa de vice dificulta aliança PSDB/DEM

Da Redação

arlindo-e-marceloAs conversas na pré-campanha em Conquista entre Sociais Democratas e Democratas são apenas iniciais, mas uma coisa PSDB e DEM não abrem mão nas eleições 2016: ser cabeça de chapa numa provável aliança.

Por conta disso, o diálogo entre o vereador e pré-candidato a prefeito Arlindo Rebouças (PSDB) e Marcelo Melo (DEM) não consegue avançar para um denominar comum.

O tucano já afirmou que não seria mais candidato a vereança e tentaria chegar a prefeitura em 2016 ou uma candidatura a deputado em 2018. Já o demista vê 2016 com uma escada para tentar se viabilizar ao cargo de deputado estadual em 2018.

Assim, a decisão sobre quem seria candidato a prefeito e quem seria vice é, hoje, o grande empecilho para Rebouças e Melo oficializar desde já uma aliança, na tentativa de conter o avanço nos apoios da pré-candidatura de Herzem Gusmão (PMDB), que já confirmou PTB, PRB e PSC.

Unidade – Uma chapa PSDB/DEM e outra do PMDB em Vitória da Conquista implodiria o que os caciques estaduais do três partidos vem pregando para as 30 maiores cidades do Estado, que é a união das legendas no intuito de vencer a maior quantidade de municípios possível e obrigaria um realinhamento no plano municipal, regional e estadual, o que pode afetar candidaturas em Itabuna, onde PSDB e DEM pode se enfrentar.

Temer não vai comparecer à posse de Mauro Lopes e de Lula

temerO vice-presidente da República, Michel Temer, não vai comparecer à posse conjunta marcada para esta quinta-feira, 17, na qual tomam posse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como ministro da Casa Civil, o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) na Secretaria de Aviação Civil (SAC) e o novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão.

A justificativa dada por assessores de Temer para a ausência do vice-presidente é que a posse de Mauro Lopes “afronta” a decisão da convenção nacional do PMDB de não assumir novos cargos no governo Dilma durante o prazo de 30 dias dentro do qual a sigla deve definir o desembarque da gestão petista.

“Avisos reiterados foram enviados ao Palácio, que decidiu ignorá-los”, diz a assessoria do vice-presidente da República, que informa ainda que a partir da amanhã, o PMDB irá analisar o processo de expulsão do deputado. Integrantes da cúpula do partidos consideraram um desrespeito a decisão da presidente em nomear o deputado. :: LEIA MAIS »

PT exclui Waldenor e Zé Raimundo em Conquista; escolha caberá a atual prefeito

O pré-candidato do PT para a prefeitura de Vitória da Conquista deve ser definido até março. Quem garante é o presidente estadual da legenda, Everaldo Anunciação.

O mistério em torno do nome que vai ganhar a predileção da sigla na disputa denota falta de consenso sobre quem seria a aposta para sucessão do petista Guilherme Menezes. O PT já deu a largada para as eleições municipais deste ano, ao definir 12 pré-candidatos para representar a agremiação.

Segundo Anunciação, no páreo estão Odir Freire, atual secretário de Agricultura, e Márcio Matos, dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), ligado à tendência Esquerda Popular do partido. Da disputa, foram excluídos o deputado federal Waldenor Pereira e o deputado estadual Zé Raimundo, antes citados como possíveis pré-candidatos.

:: LEIA MAIS »

Decisão do TSE fortalece Herzem como candidato da oposição nas eleições 2016 em Conquista

Da Redação

HerzemA ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luciana Lóssio, julgou favorável o Recurso Especial Eleitoral n° 418-48.2012.6.05.0040, interposto por Herzem Gusmão (PMDB), no qual pedia a improcedência da Ação de investigação Judicial Eleitoral (AIJE), proposta pelo prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes (PT) para que o peemedebista ficasse inelegível por oito anos.

Com a decisão da ministra, Herzem Gusmão, que atualmente é deputado estadual, sai fortalecido e poderá ser o candidato único das oposições em 2016 na “capital do sudoeste”, haja vista que não terá pendência judicial alguma para o pleito.

Unidade – O prefeito de Salvador, ACM Neto, em recente discurso na convenção estadual do Democratas, afirmou que os partidos oposicionistas devem marchar juntos principais cidades da Bahia nas eleições de 2016, independente do partido que venha a encabeçar a chapa, ou seja, pode ser DEM, PMDB, PSDB, PRB, SD ou outras siglas oposicionistas.

:: LEIA MAIS »

Herzem Gusmão defende rompimento do PMDB com o PT

Ulisses Guimarães 1O deputado Herzem Gusmão participou nesta terça-feira (17) do Congresso da Fundação Ulysses Guimarães (FUG) e defendeu o rompimento do seu partido com o PT, mesma posição adotada pelo presidente estadual da legenda, Geddel Vieira Lima, e pelo deputado Lúcio Vieira Lima.

“Temos de sair deste governo que está implodindo, sem sintonia com a sociedade, com denúncias e mais denúncias de corrupção”, disse o parlamentar.

De acordo com Herzem Gusmão, o PMDB nacional precisa seguir os exemplos do partido em Vitória da Conquista e na Bahia, que se opõem ao PT. “Não podemos ficar atrelados a cargos”, afirmou Lúcio Vieira Lima, em contraponto à posição do ministro Eliseu Padilha, que quer manter o partido ao lado do PT.

:: LEIA MAIS »

Correio* destaca que Herzem tem “grandes chances de vencer” de Zé Raimundo em Conquista

coluna satéliteO jornal Correio*, deste domingo (15) destacou na coluna “Satélite” a possível disputa nas eleições de 2016 entre os deputados estaduais Herzem Gusmão (PMDB) e José Raimundo Fontes (PT). Segundo Jairo Costa Júnior, que assina a coluna, três deputados estaduais de oposição estão “praticamente garantidos na sucessão do ano que vem”, entre eles Herzem Gusmão (PMDB) que “tem grandes chances de vencer em Vitória da Conquista, terceiro maior colégio eleitoral do estado.”

Guilherme Menezes perde aliados e PT conquistense se enfraquece para 2016

Da Redação

O prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes, parece viver um inferno astral, no ano que marca a véspera do fim de seu mantado.

Além de ver a ascensão ao cargo de deputado estadual de seu maior desafeto, Herzem Gusmão (PMDB), Menezes acompanha a debandada e o afastamento improvável de aliados, como o PCdoB, que já afirmou que terá candidato a prefeito em 2016 e, mais recentemente, do ex-vereador Alexandre Pereira, que está a caminho do PSB.

Após a saída do PCdoB e de políticos do PT, nesta terça-feira (10), o prefeito observou um encontro inusitado, que pode alterar a correlação de forças paras as eleições de 2016: a visita da ex-procuradora de Vitória da Conquista, Nadjara Régis, ao gabinete do deputado estadual Herzem Gusmão. Em seu facebook, Herzem destacou que Nadjara, ex-filiada ao PT, é “ um excelente quadro e poderá contribuir muito com o projeto em nossa cidade, que está sendo elaborado pela oposição”.

Frente Conquista Popular – o esvaziamento da chamada Frente Conquista Popular, composta desde o início pelo PT/PSB/PCdoB trará grandes prejuízos para o candidato petista em 2016.

:: LEIA MAIS »

Herzem Gusmão pede maior atenção a segurança em Vitória da Conquista

Herzem - Foto agosto 2015O deputado Estadual Herzem Gusmão (PMDB) solicitou na manhã de hoje ao presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa, Marcelino Galo (PT), para que fosse encaminhado um ofício ao secretário de Segurança Pública do Estado, Maurício Barbosa, pedindo uma atenção maior na área para Vitória da Conquista.

A cidade, que é a terceira maior da Bahia, ocupa a 24a posição entre os 30 municípios mais violentas do Brasil, em mortes de jovens de 14 a 16 anos.

O peemdebista também falou sobre o deficit no efetivo policial no município, fazendo uma comparação com Jequié. “De acordo com recente levantamento, foram contabilizados 602 homens em Vitória da Conquista e 641 em Jequié, sendo que Conquista tem o dobro da população”, afirmou.

:: LEIA MAIS »

Oposição vai denunciar ao MP desperdício e descaso do governo com as obras paradas

OBRAS PARADAS PRESÍDIODepois de quase sete horas de périplo por obras inacabadas do governo, em Vitória da Conquista, a bancada de oposição na Assembleia Legislativa deixou claro que pedirá providências imediatas ao Ministério Público contra o que chamou de desperdício dos recursos públicos e descaso com as necessidades e anseios da população.

O líder da bancada, deputado Sandro Régis (DEM) que coordenou a visita de fiscalização junto com o deputado da região, Herzem Gusmão (PMDB), adiantou que uma audiência com o procurador chefe do MP para relatar o cenário de abandono das obras e os prejuízos que isso implica para os cofres públicos, já está sendo agendada.

O roteiro – iniciado pelas obras paralisadas do aeroporto de Conquista -, incluiu o novo presídio do município, complexo finalizado mas ainda sem funcionalidade, além das obras paralisadas do laboratório Bahiafarma, do Centro de Cultura do município, das UPAs do Hospital de Base e do bairro da Patagônia, cujas obras não avançam apesar dos R$ 2 milhões de recursos liberados pelo Ministério da Saúde.

“Constatamos mais uma vez o flagrante desperdício dos recursos públicos e o descaso do governo com o povo da da Bahia”, criticou o vice-líder da bancada, o democrata Pablo Barrozo, lembrando que trata-se de obras relevantes para a população, todas anunciadas com alarde desde o governo de Jaques Wagner e esquecidas após a posse do atual governador, Rui Costa, que também utilizou as mesmas promessas durante sua campanha eleitoral. Os parlamentares constataram que o tão esperado aeroporto de Conquista, anunciado desde 2012, ficou apenas na pista de pouso e taxiamento das aeronaves, etapa ainda em conclusão. ” No entorno não há qualquer estrutura que indique a construção do terminal de passageiros e a informação é a de que não existe projeto e nem orçamento locado “, observou o líder do bloco DEM/PV, Luciano Ribeiro. “Depois de tanto tempo de iniciada, o que vemos aqui é um corpo sem cabeça”, indignou-se o deputado Herzem Gusmão.

:: LEIA MAIS »

Herzem Gusmão coordena visita de oposicionistas às obras paralisadas em Conquista

Coordenada pelo deputado Herzem Gusmão (PMDB), a bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia cumpriu nesta quinta-feira (5), em Vitória da Conquista, mais uma agenda de fiscalização das obras paradas do Estado, prometidas desde a gestão de Jaques Wagner e que não avançaram no governo de continuidade de Rui Costa.

Os parlamentares iniciaram a visita pelo aeroporto e, em seguida, passaram pelas UPAs Patagônia e Hospital de Base, pelo Pronto Socorro (Hospital de Base), Bahiafarma, Presídio, Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima e Embasa, simbolizando a Barragem do Catolé.

“Constatamos um cenário de abandono nas obras, todas importantes para o desenvolvimento de Vitória da Conquista”, disse Herzem Gusmão. De acordo com o peemedebista, a paralisação das obras gerou desemprego e desânimo na população, que não acredita mais nas promessas eleitoreiras do PT. O novo aeroporto de Conquista, por exemplo, foi prometido em 2006 pelo então candidato ao governo, Jaques Wagner, mas a ordem de serviço somente aconteceu em 2013. “O pior é que a licitação para a construção do Terminal de Passageiros foi adiada para dezembro deste ano e nada avança no aeroporto”, afirmou Gusmão.

:: LEIA MAIS »

Herzem Gusmão debate com docentes sobre orçamento nas universidades estaduais

UniversidadesA crise financeira das Universidades Estaduais da Bahia, agravada com a redução do orçamento para 2016, foi assunto da reunião realizada na Liderança da Minoria, na Assembleia Legislativa da Bahia.

O Deputado Estadual Herzem Gusmão (PMDB), que é vice-líder da Minoria, presidiu o encontro com os docentes do Fórum das ADs (Adusb, Adufs, Adusc e Aduneb).

“Os recursos para o ano que vem não serão suficientes para as necessidades, como verba de manutenção, investimento e custeio. O governo pede serenidade, mas o problema é uma questão de prioridade, já que segundo o Portal da Transparência, de janeiro a outro deste ano, o Estado repassou mais de R$ 93 milhões para a empresa concessionária da Arena Fonte Nova, fruto de uma PPP. Isso me causa estranheza. Como o governo não tem R$ 73 milhões para as universidades estaduais, mas tem R$ 20 milhões a mais para a Fonte Nova”, comparou o parlamentar.

:: LEIA MAIS »

Deputado Herzem Gusmão (PMDB) coordenará encontro das ADs com a bancada de oposição

herzemO deputado Herzem Gusmão (PMDB) vai coordenar o encontro entre o Fórum das ADs e a bancada de oposição na Assembleia Legislativa.

Os representantes do Fórum pretendem conquistar o apoio dos parlamentares para uma emenda à Lei Orçamentária Anual de 2016, que garanta mais recursos para as universidades.

O pedido para Gusmão ser o coordenador do encontro foi feito pelo líder da bancada de oposição na Alba, deputado Sandro Regis (DEM). Logo após aceitar o convite, Herzem Gusmão acionou a sua assessoria e confirmou a reunião para a próxima terça-feira (27).

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia