setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘produção industrial’

Produção industrial baiana cai 2,0% em novembro

industriiaA produção industrial (de transformação e extrativa mineral) da Bahia, ajustada sazonalmente, recuou 2,0% em novembro de 2015, frente ao mês imediatamente anterior, após também recuar em setembro (-8,5%) e assinalar variação nula em outubro (0,0%). Na comparação com igual mês do ano anterior, a indústria baiana teve queda de 13,3%, terceira taxa negativa consecutiva neste tipo de comparação.

A variação acumulada no período de janeiro a novembro de 2015 registrou taxa negativa de 7,1%, em comparação com o mesmo período de 2014. No acumulado nos últimos 12 meses, o indicador teve recuo de 6,6% frente ao mesmo período do ano anterior, queda mais intensa do que a observada em setembro (-1,1%) e outubro (-3,3%) últimos. As informações foram analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

Análise dos setores de atividade – No confronto com igual mês do ano anterior, a indústria apresentou decréscimo de 13,3%, com onze das 12 atividades pesquisadas assinalando queda na produção. Os principais impactos negativos no período foram observados nos setores de Coque, produtos derivados de petróleo e biocombustíveis (-18,9%) e de Veículos (-42,4%).

:: LEIA MAIS »

Produção industrial baiana recuou em setembro

A produção industrial (de transformação e extrativa mineral) da Bahia, ajustada sazonalmente, recuou 7,6% em setembro de 2015, frente ao mês imediatamente anterior, segunda taxa negativa consecutiva neste tipo de confronto.

Na comparação com igual mês do ano anterior, a indústria baiana teve queda de 9,0%, interrompendo três meses de taxas positivas consecutivas neste tipo de comparação.

A variação acumulada no período de janeiro a setembro de 2015 registrou taxa negativa de 6,1%, em comparação com o mesmo período de 2014.

No acumulado nos últimos 12 meses, o indicador teve recuo de 4,0% frente ao mesmo período do ano anterior, queda mais intensa do que a observada em agosto último (-3,1%). As informações foram analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

:: LEIA MAIS »

Produção Industrial Baiana recuou 1,0% em agosto

industriiaEm agosto de 2015, a produção industrial (de transformação e extrativa mineral) da Bahia, ajustada sazonalmente, recuou 1,0% frente ao mês imediatamente anterior, após assinalar duas taxas positivas consecutivas neste tipo de confronto. Na comparação com igual mês do ano anterior, a indústria baiana assinalou avanço de 2,7%, após também avançar em julho (0,9%). A variação acumulada no período, de janeiro a agosto de 2015, alcançou taxa negativa de 5,9%, em comparação ao mesmo período de 2014.

O indicador, no acumulado nos últimos 12 meses, teve recuo de 3,3% frente ao mesmo período do ano anterior, queda menos intensa que a observada em julho último (-4,1%). As informações foram analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).
:: LEIA MAIS »

Produção industrial baiana cresceu 5,2% em julho

Em julho de 2015, a produção industrial (de transformação e extrativa mineral) da Bahia, ajustada sazonalmente, cresceu 5,2% frente ao mês imediatamente anterior, segunda taxa positiva consecutiva neste tipo de confronto. Na comparação com igual mês do ano anterior, a indústria baiana assinalou avanço de 0,4%, após também avançar em junho (4,1%).

A variação acumulada no período de janeiro a julho de 2015 alcançou taxa negativa de 7,2%, em comparação ao mesmo período de 2014. O indicador, no acumulado nos últimos 12 meses, mostrou recuo de 4,1% frente ao mesmo período do ano anterior, queda menos intensa que a observada em junho último (-4,7%). As informações foram analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

No confronto com igual mês do ano anterior, a indústria apresentou acréscimo de 0,4%, com seis das doze atividades pesquisadas assinalando aumento na produção. O setor de Veículos (44,5%) apresentou o principal impacto positivo no período, impulsionado não só pela maior fabricação de automóveis, mas também pela baixa base de comparação, pois este segmento assinalou declínio de 35,4% em julho de 2014.

Outros resultados positivos no indicador foram observados nos segmentos de Celulose, papel e produtos de papel (9,3%), Produtos químicos (1,9%), Produtos de borracha e material plástico (5,5%) e Couros, artigos para viagem e calçados (2,4%). As contribuições negativas vieram de Produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-4,1%), Metalurgia (-15,0%), Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-60,0%) e Indústrias extrativas (-10,4%).

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia