maio 2016
D S T Q Q S S
« abr    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘professores’

10 Motivos para repudiar o Governo Rui Costa (PT) e seus aliados

novo_banner_adusbO Governo Rui Costa e sua base de deputados da Assembleia Legislativa vêm orquestrando o maior ataque aos direitos dos servidores públicos estaduais. Ao invés de defender e qualificar ainda mais o serviço público, o governo do PT ataca os que realmente trabalham e não gozam de privilégios.

1- Na Bahia, 34 mil servidores públicos receberão abaixo do salário mínimo

Há três anos o estado da Bahia, governado pelo PT, realiza o pagamento parcelado do reajuste linear dos servidores públicos baianos. Em 2015, mais de 34 mil trabalhadores receberam salários abaixo do mínimo até o mês de novembro. O governador Rui Costa já anunciou que pretende conceder 0% de reajuste salarial aos servidores em 2016, mesmo com a inflação de 10,46%.

2- Com a criação do PREVBAHIA, a aposentadoria integral foi extinta

Os funcionários que ingressaram no serviço público da Bahia após o início de 2015 terão como teto da aposentadoria o limite previsto pelo INSS. O governo criou o fundo de previdência complementar, PREVBAHIA. Isso significa que após anos de trabalho servindo à população baiana, os aposentados e pensionistas terão os seus rendimentos reduzidos quando mais precisarão de assistência médica e cuidados.

3- Alteração das regras para concessão de pensão por morte :: LEIA MAIS »

Herzem Gusmão debate com docentes sobre orçamento nas universidades estaduais

UniversidadesA crise financeira das Universidades Estaduais da Bahia, agravada com a redução do orçamento para 2016, foi assunto da reunião realizada na Liderança da Minoria, na Assembleia Legislativa da Bahia.

O Deputado Estadual Herzem Gusmão (PMDB), que é vice-líder da Minoria, presidiu o encontro com os docentes do Fórum das ADs (Adusb, Adufs, Adusc e Aduneb).

“Os recursos para o ano que vem não serão suficientes para as necessidades, como verba de manutenção, investimento e custeio. O governo pede serenidade, mas o problema é uma questão de prioridade, já que segundo o Portal da Transparência, de janeiro a outro deste ano, o Estado repassou mais de R$ 93 milhões para a empresa concessionária da Arena Fonte Nova, fruto de uma PPP. Isso me causa estranheza. Como o governo não tem R$ 73 milhões para as universidades estaduais, mas tem R$ 20 milhões a mais para a Fonte Nova”, comparou o parlamentar.

:: LEIA MAIS »

Professores das federais aprovam fim da greve entre 13 e 16 de outubro

educacaoOs professores em greve das Instituições Federais de Ensino (IFE) aprovaram a saída unificada da greve nacional entre 13 e 16 de outubro, segundo comunicado divulgado hoje (9) pelo Comando Nacional de Greve (CNG) do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN). Os professores estão em greve desde o dia 28 de maio.

Segundo o sindicato, a greve, que já ultrapassou os 131 dias, é a mais longa da história das instituições. A decisão pelo fim da greve foi aprovada por ampla maioria dos professores durante as assembleias nas bases entre 6 e 8 de outubro. De acordo com balanço da entidade, a paralisação atingia a 33 instituições federais, entre universidades e institutos federais.
:: LEIA MAIS »

Em assembleia, professores da UFBA mantém greve que já dura 125 dias

ufba-vitoria-da-conquistaOs professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em greve há 125 dias, decidiram manter a paralisação, durante assembleia realizada na tarde desta terça-feira (29), em Salvador. A decisão vai contra o comunicado divulgado pela Sindicato dos Professores das Instituições Federais de Ensino Superior da Bahia (Apub), na segunda (28), que indicava o fim da greve.

A assembleia, realizada na Faculdade de Arquitetura, localizada no bairro da Federação, começou por volta das 14h. Segundo a assessoria da Apub, os docentes decidem ainda nesta terça a data para o fim da greve.
:: LEIA MAIS »

Uesb emite nota sobre situação irregular de professores

uesbbDiante da divulgação na imprensa sobre a atuação de 164 docentes em regime de Dedicação Exclusiva nas Universidades Estaduais da Bahia, que possivelmente exerceram outras atividades remuneradas, e posterior convocação destes servidores pela Secretaria de Administração do Estado da Bahia a prestarem esclarecimentos sobre a sua situação funcional, o Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia vem a público esclarecer que é de fundamental importância para a transparência da gestão pública a devida apuração de toda e quaisquer irregularidades que envolvam seus servidores.

Entretanto, entende que, em observância aos princípios éticos e da garantia dos direitos fundamentais do cidadão, é imprescindível não julgar precipitadamente nenhum caso em questão. Reitera também que, antes de qualquer divulgação, há necessidade de apuração caso a caso e apresentação à imprensa dos resultados conclusivos, incluindo os valores reais a serem ressarcidos ao erário, sob pena de haver comprometimento das imagens pessoais e profissionais daqueles servidores que desenvolveram qualquer outra atividade respaldada pela Lei Estadual 8.352/02 ou que, por qualquer motivo alheio, esteja constando equivocadamente nesta lista.
:: LEIA MAIS »

Acordo é assinado e professores da UESB encerram greve com vitória

reuniao 06_08_foto ADUNEBConforme decisão da assembleia da Adusb do dia 4 de agosto, o Movimento Docente assinou o termo de acordo com o governo para o fim da greve na UESB nessa quinta-feira (6). Foram 85 dias de duros embates com o governo Rui Costa (PT) que conquistaram o respeito aos direitos trabalhistas, a revogação da lei 7176/97 e o cumprimento integral do orçamento 2015 para as Universidades Estaduais da Bahia.

Mesmo com as vitórias significativas da greve, inclusive em âmbito nacional, a luta por mais verbas para as Universidades, implantação do orçamento participativo na UESB e permanência estudantil continua. Uma agenda de atividades foi aprovada pela categoria, que permanece mobilizada.

 Em um momento de fortes ataques à classe trabalhadora, como a intensificação do processo de terceirização, restrições a benefícios previdenciários, criação das medidas provisórias 664 e 665, os professores das Universidades Estaduais não recuaram.

Para a presidente da ADUSB, Márcia Lemos, “o movimento paredista cumpriu dois importantes objetivos, demonstrou a força da greve como instrumento de luta da classe trabalhadora e revelou para a comunidade universitária os grupos reacionários que defendem a manutenção da autoritária 7176/97, criada a partir dos parâmetros da ditadura militar, o descompromisso da reitoria com a implantação do orçamento participativo e o projeto de desmonte das universidades estaduais, viabilizado pelo Governo do PT na Bahia”. :: LEIA MAIS »

Professores da UESB aceitam proposta e continuam em greve até que o acordo seja assinado

GREVE NA UESBReunidos em assembleia, nessa terça-feira (4), os professores da UESB decidiram por manter a greve até que o acordo seja assinado. A proposta aceita pela categoria garante o respeito aos direitos trabalhistas, assegura a autonomia universitária e o repasse integral do orçamento 2015 das Universidades. Os docentes avaliaram a greve como vitoriosa e afirmaram que se manterão mobilizados por mais recursos para as Universidades, implantação do orçamento participativo na UESB e estarão com os estudantes na luta pela permanência estudantil. A reunião para assinatura do acordo acontecerá na quinta-feira (6), com horário a ser definido.

A irresponsabilidade do governo
De forma desrespeitosa e irresponsável, o governo Rui Costa não apresentou o termo de compromisso, com agenda de reuniões para discutir o planejamento 2016. Como as assembleias do dia 30 de julho condicionaram assinatura do acordo à apresentação do referido documento, os representantes docentes voltaram às suas bases para discutir a situação. :: LEIA MAIS »

Secretaria de Educação convoca mais professores aprovados em processo seletivo

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou no Diário Oficial, deste sábado (01/08), a convocação de 10 professores aprovados nos Processos Seletivos Simplificados, do Edital nº05/2013, pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), para atuação na educação básica. A contratação é temporária e de caráter emergencial.

Os candidatos aprovados devem comparecer no prazo de 10 dias úteis, a partir da publicação do Edital, no Núcleo Regional de Educação 20 (NRE 20). Entre os documentos necessários, estão o original e cópia da carteira de identidade, CPF e certidão de nascimento ou de casamento.

:: LEIA MAIS »

Assembleia mantém greve na UESB e reivindica ajustes na minuta de acordo

10478793_1031363776898607_1777005688859766315_oReunidos em assembleia, na manhã dessa quinta-feira (23), os professores da UESB deliberaram pela manutenção da greve na Universidade. Pressionado pela ocupação da Secretaria de Educação, o governo apresentou uma proposta de minuta de acordo na madrugada do dia 18 de julho.

O documento foi discutido pela categoria e alterações de texto foram propostas. Princípios para a revogação da lei 7176/97, suplementação para as verbas de manutenção, investimento e custeio ainda esse ano e a recomposição destes recursos para 2016 foram aprovadas. A greve também continua na UESC, UNEB e UEFS.

A categoria avaliou como positiva a ocupação do prédio da Secretaria de Educação dos dias 15 a 18 de julho. A truculência do governador Rui Costa e o silêncio do Fórum de Reitores durante a mobilização em Salvador foram duramente criticados pelos professores. Para expressar a indignação do Movimento com os gestores moções de repúdio foram aprovadas e serão construídas e amplamente divulgadas. :: LEIA MAIS »

Secretaria da Educação convoca professores aprovados no REDA

convocação-de-professoresNa próxima terça-feira (28/07) términa o prazo para os candidatos aprovados na seleção do REDA comparecerem nos Núcleos Regionais de Educação (NRE) aos quais pertencem os municípios para os quais foram aprovados.

A convocação de 603 professores foi divulgada no Diário Oficial do dia (15/07), Edital nº04/2013. Os professores chamados vão atuar na educação básica. A contratação é temporária e de caráter emergencial. Para Vitória da Conquista e outros 6 municípios da circunscrição NRE 20, foram convocados 26 professores.

Entre os documentos necessários, estão o original e cópia da carteira de identidade, CPF e certidão de nascimento ou de casamento e original e cópia do diploma, devidamente registrado de conclusão do curso de nível superior no qual concorreu. :: LEIA MAIS »

FTC seleciona professores em Itabuna e Vitória da Conquista

ftc_vitoria_da_conquistaA Faculdade de Ciência e Tecnologia – FTC está com processo seletivo aberto para professores. Em Itabuna as vagas são para os cursos de Administração, Direito, Engenharia Civil e Fisioterapia. Os interessados devem se inscrever até o dia 29 de julho, das 9h às 12h e das 14h às 18h, no setor de Gestão de Pessoas, no edifício sede da Instituição, no centro de Itabuna.

Já em Vitória da Conquista, as vagas são para o curso de Psicologia. As inscrições seguem até o dia 31 de julho e devem ser feitas no setor de Recursos Humanos, na Rua  Ubaldino Figueira, nº 200, Parque de Exposições.

Ascom-FTC

Professores da UESB divulgam moção de repúdio aos deputados

a_BgZh7wOs professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, em greve desde o dia 13 de maio, vêm a público repudiar o silêncio e omissão dos parlamentares Waldenor Pereira Filho, Deputado Federal (PT) e ex-reitor da UESB, José Raimundo Fontes, Deputado Estadual (PT) e ex-presidente da ADUSB e Jean Fabrício Falcão, Deputado Estadual (PCdoB) e ex-aluno da UESB, em relação à Greve e por contribuírem para o agravamento da crise das Universidades Estaduais Baianas.

Enquanto os docentes das Universidades da Bahia reivindicam respeito aos direitos trabalhistas, mais recursos e autonomia para as Instituições, esses parlamentares preferem o silêncio tácito de quem consente com o sucateamento de nossas Universidades e o fim da carreira do magistério público superior. :: LEIA MAIS »

Professores das universidades da Bahia ocupam secretaria em Salvador

Uma nova reunião entre os professores das universidades estaduais e o governo da Bahia não gerou acordo, e os servidores resolveram ocupar a sede da Secretaria da Educação, em Salvador, por tempo indeterminado, a partir desta quarta-feira (15).

A greve, iniciada no dia 13 de maio, dura mais de dois meses. O governo informou que uma nova proposta foi entregue aos professores e que vai esperar contraproposta deles.

Segundo a Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb), apontou que a mobilização afeta atividades acadêmicas de ao menos 60 mil alunos e de 5,5 mil professores. Aderem ao movimento professores das quatro universidades estaduais da Bahia – Uneb, Uefs, Uesb e Uesc.

:: LEIA MAIS »

Professores da Ufba decidem manter greve

ufbaApós rejeitarem a proposta de reajuste feita pelo governo na semana passada, os professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) decidiram manter a greve, iniciada há um mês, em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira, 29.

A reunião aconteceu na Faculdade de Arquitetura, no bairro da Federação, e cerca de 137 professores estiveram presentes. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Professores das Instituições Federais do Ensino Superior da Bahia.

Na quinta, 25, o governo apresentou uma proposta de reajuste de 21,3% dividido em quatro parcelas. A primeira delas, de 5,5%, para 1° de janeiro de 2016; a segunda, de 5%, para 1° de janeiro de 2017; a terceira, de 4, 75%, para 1° de janeiro de 2018 e a quarta, de 4,5%, para 1° de janeiro de 2019.

A Universidade Federal da Bahia conta com 35 mil alunos distribuídos em 100 cursos de graduação.
ATarde



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia