Editorias
Busca por data
dezembro 2014
D S T Q Q S S
« nov    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Arquivos

Com a tag ‘professores’

Polícia investiga incêndio criminoso contra carro de casal de professores da UESB

Carro-incendiadoUm homem em uma motocicleta despejou álcool em um veículo GM/Onix LT, de cor azul,  placas OUY-5847, na tarde de segunda-feira (04/8), em frente à residência dos proprietários do carro, na Rua Roque Sampaio, 141-A, bairro São Luiz, em Jequié.

No momento em que ocorreu o atentado, o casal de professores da UESB/campus Jequié, Gilson Ruy Monteiro Teixeira (Metodologia Científica) e Jerusa Almeida (Psicologia da Educação), estava encerrando o almoço, ao lado de um menor, filho do casal e da mãe da professora.

Uma vizinha  gritou chamando a atenção do casal para a propagação das chamas revelando ter visto um homem gordo, retirando um recipiente de debaixo do colete, jogando um líquido (álcool) no carro para em seguida atear fogo.  Outras duas pessoas, também em atitude suspeita, em uma moto teriam passado pelo local fotografando o sinistro, com um aparelho celular. •| Leia a matéria completa »

Após pressão, governo libera progressões de professores da UESB

novo_banner_adusbForam publicadas no Diário Oficial desta terça (8), 136 progressões de professore(a)s dos três campi da Uesb. Os pagamentos são fruto da cobrança, desde 2013, do Movimento Docente (MD) ao governo do Estado. Os recursos utilizados são parte de um incremento na folha de pessoal, cerca de 3,5 milhões para essa finalidade, anunciados em maio pelo coordenador da Codes, Nildon Pitombo.

Ainda 2013, a Adusb pressionou a reitoria da Uesb para o pagamento das progressões e foi informada naquele momento de que os processos da Universidade estariam represados da Procuradoria Geral do Estado. A justificativa utilizada para explicar o atraso é de que alguns docentes teriam solicitado retroatividade anterior a 2013 e os demais processos também ficaram parados. Desde então, em diversas reuniões com o governo o MD cobrou o pagamento imediato das progressões. Além disso, a Adusb entrou com uma ação contra a Uesb e o Estado da Bahia em função da morosidade nos trâmites dos processos.

Sobre o incremento da folha de pagamento, no dia 30 de maio, o coordenador da Codes informou que a Uesb receberia 1,7 milhões para a nomeação e contratação de professore(a)s de seleções e concursos já em andamento. Entretanto, reafirmou o posicionamento do governo de que o quadro docente não deve ser ampliado este ano. Na Uesb, se as demandas de 2013 e 2014 forem somadas, o déficit de docentes chega a 218.

•| Leia a matéria completa »

Cortejo Dois de Julho é marcado pela luta por mais orçamento e repressão da Prefeitura de Salvador

Nesta quarta-feira (2), docentes e estudantes da Uesb participaram do tradicional Cortejo Dois de Julho, em Salvador. O Movimento esteve mobilizado mais uma vez para reivindicar melhores condições de trabalho e estudo, além de 7% da Receita Líquida de Impostos para o orçamento das Universidades Estaduais. O bloco, também contou com a participação da Uesc, Uefs e Uneb.

Na concentração do Cortejo, em uma atitude autoritária, cerca de oito homens acompanhados por um agente da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom) esvaziaram o balão do Fórum das ADs.

A justificativa dada pela Sucom é de que em 2013 a prefeitura de Salvador decidiu proibir o uso de faixas e blimps (balões de publicidade) durante as festas populares. O(A)s docentes consideram a medida um desrespeito à liberdade de expressão, principalmente por se tratar de um balão sem fins comerciais. A política da prefeitura municipal de Salvador, governada pelo DEM, remonta aos tempos mais sombrios da ditadura militar.

•| Leia a matéria completa »

Profissionais da Educação fazem manifestação em praça pública

Na tarde desta quinta-feira, 24, os Profissionais da Educação da rede municipal de ensino de Vitória da Conquista se reuniram na Praça Barão do Rio Branco para realizarem uma manifestação em favor da greve da categoria.

Com faixas e carro de som, os manifestantes informaram os motivos do movimento, bem como reivindicaram melhorias para a educação da cidade.

Buscando o apoio da comunidade – tendo em vista que a luta visa benefícios para professores e alunos – o SIMMP apresentou as irregularidades encontradas nas contas da educação, fruto de uma minuciosa pesquisa desenvolvida pela entidade, através de dados disponibilizados pela Administração no Tribunal de Contas do Município e Portal da Transparência.

São quase dois milhões de reais mensal, referentes às despesas da educação, que o SIMMP não identificou nem a prefeitura soube explicar como estão sendo gastos. “A PMVC utiliza o dinheiro de forma absolutamente indevida. Há uma diferença de dois milhões de reais, mês, entre as contas que o sindicato controlou da prefeitura e o que ela diz que paga aos Profissionais da Educação. Dois milhões multiplicados por doze (meses) são vinte e quatro milhões. Esse valor seria suficiente para mobiliar todas as escolas, dar a elas uma estrutura de qualidade e fazer uma carreira decente para os professores”, afirmou a presidente do SIMMP, Geanne Oliveira.

•| Leia a matéria completa »

Professores da rede estadual param atividades por 24h, diz sindicato

Os professores da rede estadual da Bahia suspenderam as atividades por 24 horas nesta quarta-feira (2). Trabalhadores da saúde, justiça, segurança e outras categorias do funcionalismo público também aderiram à paralisação.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), a categoria reivindica o pagamento em uma única parcela do reajuste salarial. O governo definiu o aumento de 5,91% para ser pago em duas vezes.

Esta é a terceira paralisação dos professores em menos de um mês após o início do ano letivo, no dia 10 de março.

De acordo com Rui Oliveira, coordenador da APLB, os servidores querem o reajuste em uma única parcela e retroativo ao mês de janeiro. “Tendo em vista que não houve votação da matéria que garante o reajuste linear de forma integral, e não parcial, os servidores resolveram paralisar”, explicou Rui. “Fomos surpreendidos com a votação. Ninguém sabia que tinha sido votado”, completa.

•| Leia a matéria completa »

UFBA abre 70 vagas de professor para concurso. Vagas em Vitória da Conquista

A Universidade Federal da Bahia (UFBA) divulgou a abertura do processo seletivo nº 1/2014, destinado ao provimento de 70 vagas para docentes nos Campi de Salvador e Vitória da Conquista, que conta com o Instituto Multidisciplinar de Saúde Anísio Teixeira.

O período de inscrições desta seletiva segue de 27 de janeiro de 2014 a 5 de fevereiro de 2014, de forma presencial, com o recolhimento da taxa no valor de R$ 20,00, nas unidades detentoras das vagas.

O prazo de validade do concurso será de 1 (um) ano contado a partir da data da publicação do resultado no D.O.U.

Clique aqui e veja o edital

SIMMP garante antecipação do salário de janeiro e pagamento do terço de férias

Em função das reiteradas cobranças do Sindicato do Magistério Municipal Público a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista convocou a diretoria para uma reunião de última hora na manhã desta terça-feira, 21.

Após intensa pressão dos diretores sindicais, os Secretários afirmaram que o terço de férias dos professores será depositado juntamente com o adiantamento do salário de janeiro até a próxima segunda-feira, 27.

Foram duas reuniões consecutivas em uma única manhã, realizadas no gabinete da Administração Municipal, onde os Secretários de Educação e Administração apresentaram as mesmas argumentações encaminhadas anteriormente ao SIMMP e informaram a impossibilidade de efetuar o pagamento em folha complementar.

A PMVC vem postergando o pagamento do “terço de férias” aos professores apoiada no Art. 76 da Lei Complementar Municipal n° 1.786/11, o qual dispõe que o chamado “terço de férias” será pago “por ocasião das férias”, o que revela a descompatibilização da Lei Municipal com os princípios e anseios da Constituição Federal e Estadual, que é proporcionar ao trabalhador melhores condições materiais para usufruir das férias.

•| Leia a matéria completa »

FTC Conquista seleciona professor para cadastro de reserva

A partir desta sexta-feira, 01, estão abertas as inscrições para a seleção pública de professor para cadastro de reserva na FTC de Vitória da Conquista.

As inscrições vão até o dia 20 de novembro e podem ser realizadas das 9 às 12h e das 14h às 18h, no Núcleo de Gestão de Pessoas, localizado na Rua Ubaldino Figueira, 200, Exposição.

Duas vagas são ofertadas no processo seletivo. A primeira é para Bacharel em Economia e a segunda é para Bacharel em Administração de Empresas. Nas duas ocasiões o candidato precisa ter pós-graduação Lato Sensu ou Stricto Sensu.

Para se inscrever os interessados devem apresentar documentos reconhecidos em cartório ou os respectivos originais. Os documentos exigidos são: Currículo da plataforma Lattes (CNPq), acompanhados de documentação comprobatória da titulação em níveis de graduação e pós-graduação (Diploma), da experiência profissional acadêmico/científica (tempo de docência em ensino superior) e técnico-profissional, como também da produção intelectual; carteira de identidade e CPF.

•| Leia a matéria completa »

Professores estaduais consideram proposta do governo ‘defensável’

Os representantes dos docentes estaduais receberam proposta de reajuste salarial de 7% e de pagamento dos 24% restantes das Condições Especiais de Trabalho (CET) em reunião ocorrida nesta segunda-feira (28) junto ao governo estadual, segundo informou Zózina Almeida, uma das diretoras da Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb).

As universidades estaduais de  Feira de Santana (Uefs), da Bahia (Uneb), do Sudoeste (Uesb) e de Santa Cruz (Uesc) paralisam por 24 horas as atividades para denunciar a precarização do trabalho docente e o sucateamento das instituições.

“Avaliamos a proposta como defensável. O governo acatou a reivindicação que fazemos da CET e avançou em 3% o reajuste, totalizando em 7%, metade do que queríamos, pagando em duas vezes em 2014. A gente está tendo o máximo de boa vontade e flexibilidade para evitar o movimento paredista. Vamos defender a proposta em assembleia no próximo dia 4 [de junho], o que não significa que ela será aprovada”, explica a professora. •| Leia a matéria completa »

Professores das universidades rejeitam acordo salarial

De fora da mesa de negociações, o Fórum das Ades (associações dos professores das universidades estaduais) não acatou o acordo feito nesta sexta-feira entre o governo do estado e os servidores públicos para o reajuste do salário de 2013. A categoria realizou nesta sexta-feira (3) manifestação na frente da Governadoria.

 “Desde janeiro que sentamos para conversar  e eles nos garantiram lá atrás que o linear seria de 5,84%. Agora voltam atrás?”, reclamou Zozina Almeida, coordenadora do fórum que reúne professores das quatro universidades estaduais baianas. Os professores ameaçam iniciar uma greve, caso não haja acordo com a categoria em negociação na mesa setorial.   •| Leia a matéria completa »

Inscrições para professores e monitores da Rede Municipal terminam nesta quarta

Da Redação

As inscrições para a Seleção Pública Simplificada para a contratação de professores e monitores para a Rede Municipal de Ensino de Vitória da Conquista terminam nesta quarta-feira (16).

Os interessados devem comparecer, das 8h às 12h e das 14h às 18h, à Secretaria Municipal da Educação, na Avenida Siqueira Campos, 1842.

São oferecidas 838 vagas para as funções de professor do Ensino Fundamental I, professor do Ensino Fundamental II, monitor de creche, monitor nos espaços de leitura e monitor cuidador de alunos especiais de escolas e creches da rede municipal de ensino.

A prova escrita acontece no próximo dia 20 de janeiro.

Governo da Bahia aceita proposta de professores e unifica ano letivo

Para evitar um novo desgate com os professores da rede estadual de ensino, após 115 dias de greve da categoria, que foi encerrada em agosto, o governo da Bahia atendeu aos pedidos da categoria e decidiu implementar um calendário único para o ano letivo de 2013.

Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB), Rui Oliveira, a Secretaria de Educação do Estado (SEC) havia aprovado dois calendários para o próximo ano, com a pretensão de minimizar os efeitos da última greve.

No esquema proposto, alguns professores voltariam a dar aulas no mês de março, com férias no mês de fevereiro, e outros retornariam às salas de aula no mês de abril, com férias no mês de março. No entanto, a proposta, não agradou a categoria, que, sob a consideração de ser desgastante e desnecessária, acabou incitando uma contraproposta.
•| Leia a matéria completa »

Aprovado projeto de progressão de carreira dos professores estaduais

O projeto de lei que prevê a promoção de professores através de cursos de atualização foi aprovado pelos deputados da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) na noite desta segunda-feira (26), em Salvador. De acordo com a assessoria da casa, foram 38 votos a favor e oito contra. A sessão foi feita exclusivamente para votação do projeto encaminhado pelo governador Jaques Wagner à Assembleia no dia 20 de novembro, com pedido de urgência para ser votado.

Representantes do Sindicato dos Professores (APLB) acompanharam a sessão. A categoria não concorda com o documento proposto pelo governo. “Nós saímos da greve rejeitando essa proposta do governo, não concordamos. Tem duas emendas que incluem os professores aposentados, os que estão à disposição de outras secretarias e os licenciados, o que o projeto do governo não contempla. Queremos o reajuste para toda a categoria”, disse Hércia Azevedo, diretora de formação da APLB.

Segundo informações da assessoria da Assembleia, as emendas foram rejeitadas pelos deputados durante a sessão desta segunda-feira. Agora, o projeto de lei será enviado ao governador Jaques Wagner para ser sancionado. O prazo é de 15 dias.
•| Leia a matéria completa »

Projeto que permite a progressão de professor estadual chega à Assembleia

O governador Jaques Wagner encaminhou nesta terça-feira (20/11) à Assembleia Legislativa da Bahia projeto de lei que possibilita a progressão na carreira para os professores da rede estadual de ensino, por meio do Curso de Atualização em Práticas Pedagógicas.

O curso destinado aos docentes e coordenadores pedagógicos foi instituído pela Secretaria da Educação do Estado, por intermédio da portaria nº 9.483, de 20 de novembro de 2012, e possibilita progressão com ganho médio de 14%, sendo a primeira promoção retroativa a novembro deste ano e a segunda a partir de março de 2013.

Para fazer jus às promoções, os professores terão que assegurar freqüência mínima em cada etapa do curso, que, de acordo com portaria, será realizado pela Universidade de Brasília (UNB), na modalidade de Educação a Distância (EAD), com duração total de 120 horas, dividido em duas etapas de 60 horas cada. As inscrições estarão abertas desta sexta-feira (23) a 6 de dezembro próximo, no site www.cead.unb.br/bahia.

•| Leia a matéria completa »

Professores da Uesb paralisam atividades nesta quarta

Da Redação

Os professores das quatro universidades estaduais baianas irão paralisar as atividades nesta quarta-feira (24).

De acordo com a Associação dos Docentes da Uesb (Adusb), a categoria reivindica “agilidade na abertura de negociação da campanha salarial 2012 com o governo”.

Na pauta de reivindicação consta o reajuste salarial de 28%. Segundo a Adusb, isso “levaria a uma equiparação com a remuneração dos docentes das estaduais do Ceará, atualmente com o melhor salário do Nordeste. Além disso, a revogação da Lei 7176/97, que fere a autonomia universitária, e a subvinculação de, no mínimo, 7% da Receita Líquida de Impostos (RLI) como um importante parâmetro para a sustentabilidade financeira das UEBA”.

Além da paralisação, os professores farão nesta quarta um ato público, às 15h, na Praça 9 de novembro.

Professores da rede estadual fazem nova paralisação na quarta

Professores da rede estadual de ensino fazem uma nova paralisação nesta quarta-feira (3). Mesmo após o fim da greve que durou 115 dias entre abril e agosto deste ano, os professores reivindicam ajustes salariais. Eles também cobram do governo o cumprimento do acordo feito na ocasião

A categoria vai realizar uma manifestação na Praça da Piedade, às 9h. Outras manifestações devem ser realizadas na capital e em cidades do interior do estado – o calendário completo não foi divulgado pelo sindicato.

Na última sexta (28), os professores fizeram uma outra paralisação. “Continuamos (com as paralisações) porque o governo ainda não sentou para negociar. Enquanto isso não acontecer, a gente continua”, afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Rui Oliveira.
•| Leia a matéria completa »

Recado do Blog
Parceiros
customisable counter