outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: ‘Sesab’

Após caso de sarampo na Bahia, campanha é novamente prorrogada

vacina_febre_amarelaA Campanha de Vacinação contra a Pólio e o Sarampo foi prorrogada pela segunda vez na Bahia. Agora,  a imunização acontecerá até sexta-feira, 21. A decisão foi tomada pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) na manhã desta segunda-feira, 17, uma vez que o estado está próximo de atingir a meta de 95% de crianças entre um e menores de cinco anos imunizadas.

A prorrogação acontece após ser confirmado, na última sexta-feira, 14, um caso de sarampo em Ilhéus, no sul do estado. Trata-se de um amazonense de 38 anos que viajou de Manaus para a cidade baiana já com a doença, segundo a Sesab. Ele chegou em Ilhéus em agosto e passou por exames, até a confirmação de que ele foi infectado pela doença.

Com o novo prazo, a orientação da Sesab é que os municípios que ainda não atingiram a meta deem continuidade à vacinação, conforme orientações técnicas já estabelecidas.

“Além disso, a confirmação do caso importado de sarampo, no município de Ilhéus, reforçou a necessidade de ampliar o prazo para que aqueles que não levaram as crianças para vacinar, possam fazer isso dentro do novo prazo”, esclareceu o coordenador do programa Estadual de Imunização, Ramon Saavedra. :: LEIA MAIS »

Imunização das crianças contra sarampo e poliomielite ainda é baixa no Estado

vacinaçãoA campanha contra o sarampo e a poliomielite, que começou no último dia 6 de agosto, se encerra no dia 31 deste mês. Devem ser vacinadas crianças de um ano a menos de cinco anos (4 anos 11 meses e 29 dias).

A Secretaria da Saúde do Estado (SESAB) informa que, até o momento, foram imunizadas 370.991 crianças contra a pólio e 372.501 crianças contra o sarampo. Este total, que é de 743.492 crianças, dá um percentual de 43,79%, sendo ainda considerado baixo. A população alvo a ser vacinada, tanto para polio como para sarampo, na Bahia, é de 849.361 para cada vacina. A meta da SESAB é vacinar 95% dessa população.

No sábado (18), D de Mobilização Nacional, a vacinação foi realizada nos 417 municípios baianos. Para a campanha deste ano, o Ministério da Saúde enviou para a Bahia 2,1 milhões de doses das duas vacinas. Dados registrados pelo órgão federal apontam que, no Estado, apenas 16 municípios estão com 80% de cobertura. Já 120 cidades estão entre 50 e 80%.

Com cobertura abaixo de 50%, são 200 municípios. Além disso, 63 municípios têm menos de 50% da cobertura vacinal para a poliomielite em crianças menores de um ano. Apenas dois municípios ainda não colocaram suas informações no sistema: Caravelas e Coronel João Sá. :: LEIA MAIS »

Sesab abre inscrição para concurso esta semana; salário é de R$4mil

concursoA Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) abre na segunda-feira (6) as inscrições para cinco vagas através de processo seletivo pelo pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA).

 São cinco vagas disponíveis para Técnico – Nível Superior, na área de Biologia, onde os aprovados vão cumprir jornada de trabalho de 40 horas semanais e farão jus à remuneração de R$ 1.505,94, acrescido de R$ 752,97 referente a gratificação de incentivo – GID, mínima no valor de R$ 2.012,72, mais 1/3 que representa R$ 670,91, totalizando R$ 4.942,54.

:: LEIA MAIS »

Vacinação contra Febre Amarela é ampliada em Vitória da Conquista

Da Redação

vacina_febre_amarela

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) ampliou a vacinação contra febre amarela no extremo sul da Bahia e em Vitória da Conquista.

Vitória da Conquista é uma importante cidade para a região Sudoeste e oferece serviços para cidades do Norte de Minas Gerais.

A Sesab não informou quando novas doses devem chegar à cidade e quantas serão.

Quem deve se vacinar?
A vacina deve ser tomada por crianças a partir dos nove meses e pelos adultos. Pessoas acima dos 60 anos apenas com recomendação médica.

Com surto da Febre Amarela em Minas, Sesab orienta três cidades da região a vacinar 100% da população

Da Redação

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) divulgou uma nota orientando que 45 municípios devem vacinar 100% da população contra a Febre Amarela, após o surto em Minas Gerais, que causou mais de 30 mortes.

Vitória da Conquista não está na lista e no município há vacinas nas unidades de saúde. Podem se vacinar os bebês a partir de 9 meses de idade, neste caso, a segunda dose deve ser administrada antes dos 5 anos de idade. Já os adultos devem tomar a segunda dose 10 anos após a primeira.

vacina febre amarela

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não recomenda a vacina para pessoas com doenças como lúpus, câncer e HIV, devido à baixa imunidade, grávidas e alérgicos a gelatina e ovo. Para idosos a partir de 60 anos, o médico deverá avaliar o benefício e os riscos da vacina.

Morre 2ª pessoa na Bahia com suspeita de doença que deixa urina preta

Médicos investigam se vírus pode causar doença. (Foto: Reprodução/ TV Bahia)

Médicos investigam se vírus pode causar doença.
(Foto: Reprodução/ TV Bahia)

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) registrou a morte de uma segunda pessoa que estava com sintomas da doença misteriosa que provoca dor muscular intensa e deixa a urina preta.

De acordo com o órgão, a segunda vítima foi também um homem, que não teve nome e idade divulgados. O óbito ocorreu no sábado (7), em Salvador. A informação foi divulgada pela Sesab na tarde desta quarta-feira (11).

Vigilância Epidemiológica da Bahia abriu uma investigação para apurar se realmente a morte foi provocada pela doença. Os quadros investigados estão sendo tratados como “mialgia [dor] aguda a esclarecer”, pois ainda não há informações sobre as causas da doença.
:: LEIA MAIS »

Câncer de próstata matou quase 800 homens este ano na Bahia, alerta Sesab

exameO câncer de próstata já matou 792 homens na Bahia este ano, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) até outubro. Neste balanço, o órgão aponta a ocorrência de 1.559 casos da doença em território baiano.

O mapeamento da secretaria entre janeiro e outubro de 2016 mostra ainda que a maior parte dos casos da doença foi registrada em homens com a faixa etária de 60 a 69 anos (639 ocorrências). As faixa etárias de 70 a 79 anos e 50 a 59 anos também apresentam altos índices, totalizando 490 e 214 casos, respectivamente. No cenário de óbitos, a grande parte das situações foram na faixa etária de mais de 80 (358), de 70 a 79 anos (261), de 60 a 69 anos (139).

Para o oncologista André Bacelar, embora os números ainda sejam altos, a maior busca por informação dos homens em relação à doença impactou em uma redução perceptível no número de casos.
:: LEIA MAIS »

Bahia registra 60 mil casos de suspeita de dengue até julho de 2016

vacinadengueSegundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), 59.875 casos de suspeita de dengue já foram registrados na Bahia, até julho de 2016. De acordo com a Sesab, o número é 11% maior que no mesmo período do ano passado.

As vacinas que imunizam contra a doença já começaram a chegar em algumas clínicas particulares de Salvador. Um dos estabelecimentos tem no estoque 100 doses, que serão comercializadas a R$ 400 a dose. As vacinas só serão aplicadas com agendamento, pois depois de aberta a validade é seis horas.

O preço determinado pelo Governo Federal para a vacina vai de R$ 132 a R$ 138, dependendo do estado, mais o valor da aplicação. São necessárias três doses que devem ser tomadas em um intervalo de seis meses.

“Esse valor [R$ 135] é o valor que o dono da vacina vai vender para o distribuidor. O preço de aquisição do distribuidor é um e ele [o distribuidor] vai colocar todos os seus custos e vai vender para a clínica. A clínica tem todo os seus custos diretos e indiretos, o valor da aplicação e aí esse valor fica um pouco mais alto”, diz Tharita Teixeira, gerente técnica de laboratório. :: LEIA MAIS »

Sesab confirma que jovem de Vitória da Conquista morreu de H1N1

h1n1A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) confirmou nesta quinta-feira (14) que a jovem Tailane Neves Santos, de 23 anos, morreu após complicações da gripe H1N1 em Vitória da Conquista, no sudoeste do estado.

A jovem morreu na madrugada da terça-feira (12), no Hospital Geral da cidade. Ela estava internada na unidade médica desde a sexta-feira (8). Material colhido da vítima foi enviado para exame no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador, onde o caso foi confirmado.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica de Vitória da Conquista, esse ano já foram notificados 22 casos suspeitos de H1N1 na cidade. Cinco foram confirmados. Em todo ano de 2015, foram 10 casos suspeitos e nenhum confirmado.
:: LEIA MAIS »

Sesab antecipa vacinação contra a gripe para o dia 18 de abril

SONY DSC

A partir do dia 18 de abril, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) dará início à 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (influenza).

A partir desta data, os postos e centros de saúde de todos os municípios podem iniciar a imunização dos idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menos de cinco anos, trabalhadores da saúde (público e privada), mulheres grávidas e puérperas, até 45 dias após o parto, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medidas sócioeducativas. No dia 30, será realizado o Dia D de mobilização nacional.

Este ano, até o dia 6 de abril, foram registrados 11 casos de H1N1, e desses, três foram a óbito, todos em Salvador. De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), o objetivo anual da campanha é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus da influenza. Este ano, a população estimada para vacinar é de 3.269.328 pessoas de todos os grupos prioritários. Para Ramon Saavedra, coordenador do Programa Estadual de Imunizações, a antecipação da vacinação do dia 30 para o dia 18 só foi possível com a chegada dos lotes da vacina enviados, pelo Ministério da Saúde. :: LEIA MAIS »

Bahia registra três novas mortes por suspeita de microcefalia, diz Sesab

microcefalia1Um novo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), na tarde desta terça-feira (29), aponta que o número de mortes notificadas por suspeitas de microcefalia subiu de 24 para 27 no estado.

Conforme a Sesab, os novos óbitos foram registrados em Anguera (1), Santo Antônio de Jesus (1) e Simões Filho (1). Antes, já tinham sido registradas mortes em Alagoinhas (1), Camaçari (3), Conceição do Jacuípe (1), Cravolândia (1), Crisópolis (1), Monte Santo (1), Barro Preto (1), Campo Formoso (1), Itabuna (1), Itapetinga (1), Olindina (1), Salvador (6), Tanhaçu (1), Esplanada (1), Feira de Santana (1), Tancredo Neves (1) e Senhor do Bonfim (1).

No boletim divulgado nesta terça-feira, a Sesab considerou os novos parâmetros indicados pelo Ministério da Saúde, que determinam as notificações de microcefalia para bebês do sexo masculino com perímetro cefálico menor que 31,9cm, e para bebês do sexo feminino com perímetro cefálico menor que 31,5cm. :: LEIA MAIS »

Mucugê é a única cidade da Bahia sem doenças causadas pelo Aedes

mucugeDos 417 municípios da Bahia, apenas um ainda não registrou casos de dengue, chikungunya ou zika em 2016. Conforme a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), trata-se de Mucugê, cidade com 10.244 habitantes, segundo dados do IBGE, localizada na região turística da Chapada Diamantina, a cerca de 450 quilômetros de Salvador.

Segundo a Sesab, de janeiro até 22 de fevereiro deste ano, foram notificados em todo o estado 7.700 casos suspeitos de dengue em 201 cidades; 1.777 de zika em 18 cidades; e 1.240 de chikungunya em 68 cidades.

Dengue
Em 2016, os 7.700 casos notificados representam um aumento de 405%, quando comparado ao mesmo período de 2015, quando foram registrados 1.920 casos.
:: LEIA MAIS »

Sesab divulga novo boletim de Microcefalia

dengueNo Estado da Bahia, desde outubro de 2015 até o dia 05 de março de 2016, foram notificados 863 casos suspeitos de microcefalia com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros. Os casos suspeitos foram notificados em 144 municípios, sendo que Salvador continua com o maior número de casos suspeitos notificados (406).

A Secretaria da Saúde do Estado, através da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), informa que 254 casos suspeitos já foram investigados com a realização de exames de imagem, sendo que desses, 156 foram confirmados.

Foram notificados 23 óbitos, nos seguintes municípios: Alagoinhas (1); Barro Preto (1); Camaçari (3); Cravolândia ( 1); Campo Formoso (1); Crisópolis (1) ; Itabuna ( 1); Itapetinga (1); Olindina (1); Salvador ( 7); Tanhaçu (1); Senhor do Bonfim (1); Esplanada (1); Feira de Santana (1) ; Presidente Tancredo Neves (1). Em relação ao último boletim, a secretaria de Saúde de Eunápolis retificou a notificação de óbito cuja causa, inicialmente, teria sido microcefalia e não foi. Também a Secretaria da Saúde de Cruz das Almas retificou o local de residência do óbito para Camaçari.

Ações

Diversas ações de pesquisa e desenvolvimento tecnológico estão em curso pelo Governo da Bahia para combater o Aedes aegypti. Dentre elas, destaque para o teste rápido para dengue e chikungunya, o caça mosquito, mosquito transgênico, bacillus thuringiensis israelensis, wolbachia e repelente com nanotecnologia. :: LEIA MAIS »

Bahia registra 2 mortes e 10 casos de H1N1

h1n1Em pouco mais de dois meses, duas pessoas morreram com H1N1 na Bahia. Do início deste ano até o dia 3 de março, já são 10 casos notificados da gripe, sendo cinco confirmados. O número está muito acima do registrado no mesmo período de 2015, quando apenas um caso foi registrado, de um paciente vindo de São Paulo. A vacina continua sendo o meio mais eficaz, mas só volta a ser aplicada no mês de abril.

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) ainda não sabe o motivo do aumento de casos da doença nesse ano, já que os pacientes confirmados não tiveram contato entre eles. Os casos estão sendo estudados. A principal forma de prevenir a doença é a vacina, que é renovada anualmente.
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia