agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘vacina’

Brasil pode perder certificado de eliminação do sarampo, alerta Opas

vacina_febre_amarelaO Brasil tem até fevereiro de 2019 para reverter os surtos de sarampo registrados em diversas áreas do país – sob pena de perder o certificado de eliminação da doença, concedido pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) em 2016. O alerta foi feito pela assessora regional de Imunizações da entidade, Lúcia Helena de Oliveira, durante a 20ª Jornada Nacional de Imunizações, no Rio de Janeiro.

Dados do Ministério da Saúde mostram que, até 24 de setembro, foram confirmados 1.766 casos de sarampo, dos quais 1.367 no Amazonas e 325 em Roraima.

Há ainda, segundo a pasta, quase 8 mil casos em investigação em ambos os estados, além de casos isolados em São Paulo (3), no Rio de Janeiro (18), no Rio Grande do Sul (29), em Rondônia (2), em Pernambuco (4), no Pará (14) e em Sergipe (4). :: LEIA MAIS »

Após caso de sarampo na Bahia, campanha é novamente prorrogada

vacina_febre_amarelaA Campanha de Vacinação contra a Pólio e o Sarampo foi prorrogada pela segunda vez na Bahia. Agora,  a imunização acontecerá até sexta-feira, 21. A decisão foi tomada pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) na manhã desta segunda-feira, 17, uma vez que o estado está próximo de atingir a meta de 95% de crianças entre um e menores de cinco anos imunizadas.

A prorrogação acontece após ser confirmado, na última sexta-feira, 14, um caso de sarampo em Ilhéus, no sul do estado. Trata-se de um amazonense de 38 anos que viajou de Manaus para a cidade baiana já com a doença, segundo a Sesab. Ele chegou em Ilhéus em agosto e passou por exames, até a confirmação de que ele foi infectado pela doença.

Com o novo prazo, a orientação da Sesab é que os municípios que ainda não atingiram a meta deem continuidade à vacinação, conforme orientações técnicas já estabelecidas.

“Além disso, a confirmação do caso importado de sarampo, no município de Ilhéus, reforçou a necessidade de ampliar o prazo para que aqueles que não levaram as crianças para vacinar, possam fazer isso dentro do novo prazo”, esclareceu o coordenador do programa Estadual de Imunização, Ramon Saavedra. :: LEIA MAIS »

Ministério quer vacinar 20 milhões de adolescentes contra HPV

VACINA HPVO Ministério da Saúde iniciou hoje (4) uma campanha publicitária para impulsionar a vacinação de adolescentes contra o HPV. A convocação tem como alvo 20,6 milhões de meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Eles devem ir aos postos de saúde para se imunizar pela primeira vez ou tomar a segunda dose da vacina e completar a proteção contra o HPV.

O vírus HPV (Papilomavírus Humanos) é sexualmente transmissível e infecta pele e mucosas da boca ou das áreas genital e anal provocando verrugas e diferentes tipos de cânceres em homens e mulheres (cólo do útero, anal, pênis, vagina, orofaringe).

Segundo o ministério, cerca de 30% dos tumores provocados por vírus no mundo são causados pelo HPV.

Para esta nova etapa da campanha, foram investidos R$ 567 milhões para adquirir 14 milhões de vacinas. Na etapa anterior, mais de 63% das meninas de 9 a 14 anos já foram imunizadas com a primeira dose e 41% das crianças receberam a segunda dose.

No caso dos meninos, cerca de 2,6 milhões receberam a primeira dose (35,7% do público-alvo), e 911 mil (13%) já receberam a segunda dose. :: LEIA MAIS »

Campanha de Vacinação contra poliomielite e sarampo começa nesta segunda

vacinacao

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo começa nesta segunda-feira (6) em todo o país. A meta é imunizar mais de 11 milhões de crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos, público mais suscetível a complicações de ambas as doenças. O Dia D de Mobilização Nacional foi agendado para 18 de agosto, um sábado, mas a campanha segue até o dia 31 de agosto.
De acordo com o Ministério da Saúde, foram adquiridas 28,3 milhões de doses de ambas as vacinas – um total de R$ 160,7 milhões. Todos os estados, segundo a pasta, já estão abastecidos com 871,3 mil doses da Vacina Inativadas Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice Viral, que protege contra o sarampo, a rubéola e a caxumba.

Este ano, a vacinação será feita de forma indiscriminada, ou seja, todas as crianças dentro da faixa etária estabelecida serão imunizadas – mesmo as que já estão com o esquema vacinal completo. Neste caso, a criança vai receber um outro reforço. A campanha ocorre em meio a pelo menos dois surtos de sarampo no Brasil, em Roraima e no Amazonas. No caso da pólio, 312 municípios registram baixas taxas de cobertura vacinal contra a doença. :: LEIA MAIS »

Febre Amarela: Vitória da Conquista está fora da área de risco

downloadA Secretaria Municipal de Saúde esclarece que Vitória da Conquista não está na lista dos 105 municípios baianos onde a vacinação contra a febre amarela deve ser intensificada. Atualmente, o município segue com a vacinação de rotina, disponibilizando as doses em todas as unidades e postos de saúde, em qualquer época do ano.

Devido às últimas notícias e a ocorrência de casos em alguns locais do país, é normal que a procura pela vacina nas unidades de saúde registre aumento, mas são necessários alguns esclarecimentos:

– Vitória da Conquista não está em campanha de vacinação contra a febre amarela;

– De acordo com orientação do Ministério da Saúde, apenas oito cidades baianas (Salvador; Camaçari; Candeias; Itaparica; Lauro de Freitas; Mata de São João; São Francisco do Conde e Vera Cruz) realizarão campanha de vacinação, de 19 de fevereiro a 9 de março, com doses fracionadas;

– Quem já se vacinou com a dose padrão da vacina contra a febre amarela em algum momento da vida não precisa se vacinar novamente; :: LEIA MAIS »

Ampliada a faixa etária dos meninos para a vacina contra o HPV

red02-16-520x399O Ministério da Saúde (MS) acaba de anunciar a ampliação da oferta da vacina contra o Vírus do Papiloma Humano (HPV). A ampliação é válida para os adolescentes do sexo masculino que, até agora, só recebiam a vacina se tivessem entre 12 e 13 anos de idade. Com a mudança, as doses passam a ser oferecidas aos meninos que tenham de 11 a 15 anos incompletos (até 14 anos, 11 meses e 29 dias).

Até 2016, o foco da campanha eram as meninas. Com esta ampliação, o MS pretende incluir cerca de 3,3 milhões de adolescentes no grupo alvo. A meta, ainda para este ano, é vacinar 80% dos 7,1 milhões de meninos de 11 a 15 anos e das 4,3 milhões de meninas entre 9 e 15 anos. De 2014 até 2017, 5,3 milhões de meninas de 9 a 15 anos já foram imunizadas com as duas doses da vacina contra HPV. O que representa 45,1% do total dessa faixa etária.

A coordenadora municipal de imunização, Ana Maria Ferraz, afirmou que a ampliação já está valendo em Vitória da Conquista desde o anúncio do Ministério da Saúde. Ela afirma: “Já estamos ofertando a vacina contra o Vírus do Papiloma Humano para a nova faixa etária de adolescentes do sexo masculino. Todos os postos de vacinação do município estão cientes da mudança e já ofertando as doses ao público normalmente”. :: LEIA MAIS »

Com surto da Febre Amarela em Minas, Sesab orienta três cidades da região a vacinar 100% da população

Da Redação

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) divulgou uma nota orientando que 45 municípios devem vacinar 100% da população contra a Febre Amarela, após o surto em Minas Gerais, que causou mais de 30 mortes.

Vitória da Conquista não está na lista e no município há vacinas nas unidades de saúde. Podem se vacinar os bebês a partir de 9 meses de idade, neste caso, a segunda dose deve ser administrada antes dos 5 anos de idade. Já os adultos devem tomar a segunda dose 10 anos após a primeira.

vacina febre amarela

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não recomenda a vacina para pessoas com doenças como lúpus, câncer e HIV, devido à baixa imunidade, grávidas e alérgicos a gelatina e ovo. Para idosos a partir de 60 anos, o médico deverá avaliar o benefício e os riscos da vacina.

Bahia registra 60 mil casos de suspeita de dengue até julho de 2016

vacinadengueSegundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), 59.875 casos de suspeita de dengue já foram registrados na Bahia, até julho de 2016. De acordo com a Sesab, o número é 11% maior que no mesmo período do ano passado.

As vacinas que imunizam contra a doença já começaram a chegar em algumas clínicas particulares de Salvador. Um dos estabelecimentos tem no estoque 100 doses, que serão comercializadas a R$ 400 a dose. As vacinas só serão aplicadas com agendamento, pois depois de aberta a validade é seis horas.

O preço determinado pelo Governo Federal para a vacina vai de R$ 132 a R$ 138, dependendo do estado, mais o valor da aplicação. São necessárias três doses que devem ser tomadas em um intervalo de seis meses.

“Esse valor [R$ 135] é o valor que o dono da vacina vai vender para o distribuidor. O preço de aquisição do distribuidor é um e ele [o distribuidor] vai colocar todos os seus custos e vai vender para a clínica. A clínica tem todo os seus custos diretos e indiretos, o valor da aplicação e aí esse valor fica um pouco mais alto”, diz Tharita Teixeira, gerente técnica de laboratório. :: LEIA MAIS »

Polícia de Itapetinga investiga furto de vacina H1N1

vacina_h1n1

Imagem Ilustrativa

O posto de saúde do Bairro Vila Isabel em Itapetinga passou por perícia na manhã de quarta-feira (4) depois que dez doses da Vacina contra o Vírus H1N1 foram furtadas no interior do local.

Agentes da delegacia do município estão investigando o crime, que segundo a polícia, pode ter acontecido durante a madrugada. Suspeita-se que os indivíduos pularam o muro da unidade de saúde, arrombaram uma das janelas do local e adentraram na sala de vacina.

Conforme apuração do site Itapetinga Repórter, o lote com a vacina estava guardado para que algumas gestantes, que não puderam ir aos postos de saúde no último sábado, fossem imunizadas contra o Vírus H1N1.

Itapetinga Reporter

 

Prefeitura de Vitória da Conquista informa que não haverá Dia “D” de vacinação contra a gripe

gripeA Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Saúde, informa à população que, a exemplo de outras cidades baianas, no próximo sábado, 30 de abril, não será realizado o Dia “D” da campanha de vacinação contra a gripe.

A decisão se deu, considerando que o período de vacinação vai até o dia 20 de maio e que não há estoque para o funcionamento dos postos no dia 30 de abril, uma vez que o município, seguindo a orientação da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), antecipou o início da campanha em 12 dias e recebeu a vacina em cotas semanais.

Em quatro dias de campanha, foram aplicadas as 35 mil doses repassadas pela Sesab, o que corresponde a cerca de 50% da meta do público prioritário da campanha. Em Vitória da Conquista, este público corresponde a 71.813 pessoas, segundo estimativa do Ministério da Saúde, que prevê ainda que 80% desse contingente seja imunizado. :: LEIA MAIS »

Sesab antecipa vacinação contra a gripe para o dia 18 de abril

SONY DSC

A partir do dia 18 de abril, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) dará início à 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (influenza).

A partir desta data, os postos e centros de saúde de todos os municípios podem iniciar a imunização dos idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menos de cinco anos, trabalhadores da saúde (público e privada), mulheres grávidas e puérperas, até 45 dias após o parto, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medidas sócioeducativas. No dia 30, será realizado o Dia D de mobilização nacional.

Este ano, até o dia 6 de abril, foram registrados 11 casos de H1N1, e desses, três foram a óbito, todos em Salvador. De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), o objetivo anual da campanha é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus da influenza. Este ano, a população estimada para vacinar é de 3.269.328 pessoas de todos os grupos prioritários. Para Ramon Saavedra, coordenador do Programa Estadual de Imunizações, a antecipação da vacinação do dia 30 para o dia 18 só foi possível com a chegada dos lotes da vacina enviados, pelo Ministério da Saúde. :: LEIA MAIS »

Dia “D” de vacinação contra raiva acontece no próximo sábado, 16

vacinaNo próximo sábado, 16 de abril, unidades de saúde das zonas urbana e rural – com exceção do Centro de Saúde Régis Pacheco – estarão abertas para o dia “D” da campanha de vacinação contra a raiva para cães e gatos com mais de três meses de vida. Neste dia, as unidades de saúde da zona urbana estarão abertas de 8h as 17h, e na zona rural de 9h as 16h.

A meta da Prefeitura de Vitória da Conquista é vacinar 80% dos cães e gatos do município, que atualmente correspondem a 62.256 animais, sendo 51.030 cães e 11.226 gatos.

A vacina contra a raiva é gratuita e aplicada em dose única, uma vez por ano. Ela protege não só os animais, como a população do vírus.

“Desde 2004, na Bahia não são registrados casos de raiva humana e, desde 2009, não ocorre nenhum caso de raiva em animais domésticos. A vacina é a única maneira de prevenir essa doença que é fatal e pode ser transmitida aos seres humanos por animais suscetíveis ao vírus”, explica o veterinário, Luiz Cláudio Moura. :: LEIA MAIS »

Ministério da Saúde começa a distribuir aos estados vacina contra H1N1 no dia 1º

vacina h1n1O Ministério da Saúde divulgou o calendário de distribuição da vacina contra a gripe A (H1N1). A campanha nacional terá início no dia 30 de abril, porém, no dia 1º a pasta começa a distribuir o imunizante aos estados.

Normalmente os surtos de H1N1, um dos tipos da Influenza A, acontecem a partir de junho, com a chegada do inverno, mas, no estado de São Paulo, por exemplo, casos graves da doença começaram a ser registrados mais cedo. A campanha nacional vai de 30 de abril a 20 de maio, mas, com a chegada do imunizante mais cedo, os estados e municípios poderão antecipar a aplicação da forma mais conveniente para a região.
:: LEIA MAIS »

Vacina contra zika vírus pode chegar tarde demais, alerta OMS

aedesA Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um alerta nesta quarta-feira (9) sobre uma possível vacina contra o zika vírus. Segundo a entidade, o medicamento pode chegar “tarde demais” para ter um impacto real na atual epidemia na América Latina.

“O desenvolvimento das vacinas ainda está em um estágio muito precoce e as opções mais avançadas ainda vão demorar muitos meses para serem testadas em humanos”, disse a diretora-geral-adjunta da OMS, Marie-Paule Kieny, acrescentando que “é possível que as vacinas cheguem tarde demais para o atual surto na América Latina”.
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia